O novo governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), se reuniu na tarde desta quinta-feira com executivos da IAI (sigla em inglês para Israel Aircraft Industry), que é uma fabricante de aeronaves militares e civis. Criada em 1953, a empresa é uma das maiores empresas de Israel, com mais de 16 mil funcionários. Esse foi o primeiro compromisso de Witzel na viagem voltado para a área de segurança pública, maior problema do Estado atualmente.

  • Estamos começando a conhecer soluções que possam se adequar, no futuro, à realidade do Rio. O primeiro objetivo da viagem é este. Ainda é cedo para tomar alguma possível decisão comercial nessa área, que obviamente ainda teria que envolver estudos e processo licitatório mais adiante – afirmou o governador eleito.

Em viagem de negócios pelo país israelense, ele viu sistemas de cidades inteligentes conectadas por centros de Comando e Controle. Durante o encontro desta quarta, o perfil de muitas das ações do crime organizado, no Rio, foi comparado ao de grupos terroristas que atuam no Oriente Médio e também, na Europa.

A IAI é líder mundial no mercado de defesa e produz sistemas militares para forças terrestres e navais. Muitos desses produtos são projetados para serem utilizados pelas Forças de Defesa de Israel, além de também serem vendidos para forças armadas estrangeiras.

Na manhã de hoje (06), após visitar o Muro das Lamentações, em Jerusalém, Wilson esteve no Museu do Holocausto, um memorial dedicado aos seis milhões de judeus assassinados pelos nazistas na Europa, durante a 2ª Guerra Mundial.

  • O museu expõe as entranhas de uma tragédia humana vivida pelos judeus. É um marco para que nunca sejam esquecidos milhões de mortos, muitos dos quais ainda anônimos – comentou Wilson Witzel, que ficará em Israel até o dia 11 de dezembro para cumprir agenda focada principalmente em tecnologias relacionadas às forças de segurança pública.

Por: Gabriel Malheiros