O novo Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do PSC, era juiz federal até o momento em que decidiu se candidatar ao governo do RJ. Wilson teve ascensão surpreendente desde o 1º turno, onde as pesquisas apontavam que a decisão seria entre Eduardo Paes e Romário Faria. Com esse resultado, os cariocas terão um governante não fluminense desde Leonel Brizola.

A vitória foi confirmada em torno das 19h com aproximadamente 97% das urnas apuradas, onde Wilson teve 56% contra 40% de Paes. Agora Wilson Witzel terá 4 anos para disseminar suas propostas e ajudar a tirar o Rio da crise econômica que vive atualmente. O governante assume o Palácio Guanabara no dia 01 de janeiro de 2019.

De acordo com entrevista dada ao Giro Serra, algumas das propostas de Wilson é “abater criminoso de fuzil”, plano de recuperação para quem está na vida do crime, “com 100 mil vagas disponíveis” e um novo plano de Recuperação Fiscal, que passa a ser de 100 anos para o Rio de Janeiro voltar ao verde. O novo governador também prometeu não privatizar a CEDAE e melhorar a infraestrutura de trabalho dos agentes que trabalham para as forças de segurança pública do Estado. A Secretaria de Segurança deve acabar e as Polícias Civil e Militar passarão a trabalhar integradas.

Perfil Wilson Witzel 

Com 50 anos, o paulista de Jundiaí nunca concorreu a cargos políticos. É advogado, foi fuzileiro naval e juiz federal, cargo que exerceu por 17 anos, deixando de lado para concorrer ao Governo do Estado. Witzel chegou a registrar seu nome de urna como Wilson Ex-Juiz Federal, mas foi impedido em meio à campanha por decisão da Justiça Eleitoral. O governador eleito é é casado com Helena Witzel e tem quatro filhos.

Por: Gabriel Malheiros