Reprodução da internet

Witzel pede anulação de impeachment ao TJ-RJ

Conseguindo a anulação, Witzel também espera reverter a inabilitação dos seus direitos políticos por cinco anos, decidida pelo Tribunal na mesma sessão que o cassou.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A defesa do ex-governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), pediu a anulação do impeachment ao Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RJ). Em mandado de segurança, o advogado Diego Carvalho afirma que houve “extrapolação do prazo de 120 dias para o processo de impeachment e julgamento” e argumenta “uma série de ilegalidades durante o rito”.

A defesa ainda pede para que os membros Tribunal Especial Misto que julgou o ex-governador prestem esclarecimentos nos próximos 10 dias. Conseguindo a anulação, Witzel também espera reverter a inabilitação dos seus direitos políticos por cinco anos, decidida pelo Tribunal na mesma sessão que o cassou.

Wilson Witzel foi afastado definitivamente do cargo em abril, por um placar de 10 a 0 a favor de sua cassação. Com isso, pela primeira vez na história do Rio de Janeiro, um processo de impeachment contra um governador foi consumado. Ele é acusado de crime de responsabilidade por um suposto envolvimento em fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a pandemia de Covid-19.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.