O governador eleito no Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do PSC, escolheu mais sete novos titulares de pastas que irão compor a estrutura do futuro Governo. A Secretaria da Casa Civil será transformada em Secretaria de Estado de Governança, cujo secretário será o atual coordenador-geral da transição, José Luís Cardoso Zamith. Já a pasta do Trabalho e Renda passa a se chamar Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, que será comandada pelo advogado Lucas Tristão.

As Polícias Civil e Militar ganham status de Secretaria de Estado e terão como titulares, respectivamente, o delegado Marcus Vinícius Braga e o coronel Rogério Figueiredo de Lacerda. A Secretaria de Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros continuarão sob o comando do coronel Roberto Robadey Jr.

Além destes, também foram confirmados os nomes dos futuros Controlador-Geral do Estado, que será o delegado da Polícia Federal Bernardo Cunha Barbosa, e do Procurador-Geral do Estado, o advogado e atual integrante dos quadros da PGE Marcelo Lopes da Silva.

Na nova estrutura, a Secretaria de Governança terá como principal finalidade assistir o Governador na coordenação institucional e administrativa, nos atos de gestão do Poder Executivo e nas relações com a sociedade, agremiações políticas e demais poderes, além de planejamento, gestão e inovação institucional do futuro governo. O secretário da pasta assume ainda a função de fazer a gestão de alto desempenho dos Planos, Programas e Projetos de Governo, integrados e orientados para resultados para o cidadão, com inovação, transparência e inclusão, além da valorização dos servidores.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda deverá promover a busca de políticas públicas voltadas à geração de emprego e renda por meio dos seguintes eixos: empreendedorismo, qualificação e requalificação, incluindo o primeiro emprego. A secretaria atuará também no desenvolvimento econômico sustentável e na melhoria dos ambientes de negócios, no fortalecimento das cadeias produtivas, nas parcerias com investidores e na redução da burocracia estatal.

As operações Lei Seca e Rio Presente passarão para a gestão da Secretaria de Polícia Militar. Já a operação Barreira Fiscal ficará a cargo da Secretaria de Fazenda, cujo secretário ainda será anunciado. O Procon e o Detran ficarão dentro da estrutura da futura Secretaria de Governança.

Com o anúncio desta terça-feira, são 11 os novos titulares de órgãos do futuro Governo. O governador eleito Wilson Witzel já havia divulgado os nomes dos secretários de Governo, Gutemberg de Paula Fonseca, de Turismo, Otavio Leite, do diretor-presidente do Rio Previdência, Sérgio Aureliano, e do diretor do Procon, Cássio Coelho.

SECRETARIAS E SUAS FUNÇÕES 

Secretaria de Estado de Governança: José José Luís Cardoso Zamith de 46 anos, é consultor de empresas, mestre em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mestre em gestão pelo TRIUM Global EMBA – curso oferecido pela New York University, HEC e London School of Economics. Foi da Marinha de 1990 a 2007 e é capitão de Corveta e fuzileiro naval da Reserva.

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda: Lucas Tristão de 31 anos, é advogado tributarista, especialista em recuperação de empresas e administração de passivo fiscal. Se formou na Universidade de Vila Velha, onde foi aluno do então professor Wilson Witzel, e atuou como advogado em toda a Região Sudeste.

Secretaria de Estado da Polícia Civil: Marcus Vinícius Braga de 47 anos, é atualmente diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE). Ingressou na Polícia Civil como inspetor em 2002 e é delegado no Rio de Janeiro desde 2003. Já teve passagens por delegacias distritais e especializadas, como a Coordenadoria de Operações Especiais (CORE) e as delegacias de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), de Combate às Drogas e de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA).

Secretaria de Estado da Polícia Militar: Rogério Figueiredo de Lacerda de 48 anos, é coronel da Polícia Militar e atualmente ocupa o cargo de coordenador das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Ele tem especializações em Comunicação Social, Educação Física, além de MBA em Gestão de Segurança Pública.

Secretaria de Estado da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros: Roberto Robadey Jr tem 49 anos, é coronel do Corpo de Bombeiros, bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e tem pós-graduação em Defesa Civil e especialização em Combate a Incêndio Florestal. Durante sua trajetória profissional, ajudou a implantar e coordenar Defesas Civis Municipais em cidades como Cordeiro, Cantagalo e Macuco. É atual comandante geral do Corpo de Bombeiros e secretário da Defesa Civil.

Controladoria Geral do Estado: Bernardo Cunha Barbosa de 45 anos, é delegado da Polícia Federal e atuou na condução de investigacoes de desvios de recursos públicos no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais. Tem graduação em Ciências Navais, pela Escola Naval, e em Direito, pela UERJ. É especialista em Criminologia pelo Instituto Superior do Ministério Público-RJ e atualmente cursa pós-graduação em Direito Tributário na Fundação Getúlio Vargas. É professor da Escola Nacional de Delegados da Polícia Federal.

Procuradoria-Geral do Estado: Marcelo Lopes da Silva de 50 anos, é procurador do Estado do Rio de Janeiro desde 1998 e já foi promotor de Justiça.

Por: Redação Portal Giro