Foto: Kremlin.ru via Reuters

Vladimir Putin convoca 300 mil reservistas e faz ameaça nuclear

"Isto não é um blefe", declarou o líder russo
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Vladimir Putin, presidente da Rússia, em pronunciamento à nação, anunciou nesta quarta-feira (21), que convocará 300 mil reservistas para se unirem as tropas russas na guerra da Ucrânia. Além disso, fez ameaças nucleares: “Isto não é um blefe”, declarou o líder russo

“Vários representantes do alto escalão de países da Otan falam da possibilidade e admissibilidade de usar armas de destruição em massa contra a Rússia. Falam até de ameaça nuclear. Quero dizer a quem diz isso que nosso país possui uma variedade de armas de destruição, algumas mais modernas até que as dos países da Otan”, afirmou o presidente da Rússia.

Putin não deixou claro quando os reservistas serão convocados, o que ficou aparente é que é que apenas os que já têm alguma experiência militar entraram na lista da mobilização.

O discurso do líder russo aconteceu em um momento em que Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, declarou que recuperou cerca de 6.000 km² que estavam sendo controlados pela Rússia.

Zelensky afirmou em uma entrevista à um canal alemão Bird TV, que não acredita que Putin não usará armas nucleares. “Não acho que essas armas serão usadas. Não acho que o mundo deixará isso acontecer”, afirmou o chefe de Estado ucraniano.

Esta é a primeira mobilização militar feita pela Rússia desde a Segunda Guerra Mundial.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.