Vítimas da tragédia de 2011 em Petrópolis terão 340 moradias construídas pelo Governo do Estado

Teresópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto também irão ter apartamentos construídos para as vítimas.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou a construção de mais de mil moradias para as vítimas da tragédia que ocorreu em 2011 na Região Serrana, por conta das chuvas. Em Petrópolis, 340 apartamentos devem ser construídos. Os outros municípios da região também vão ganhar apartamentos para as vítimas: 500 apartamentos em Teresópolis, 128 em Sumidouro e 120 em São José do Vale do Rio Preto, totalizando um investimento de cerca de R$ 350 milhões, que serão financiados pela Secretaria de Infraestrutura e Obras.

“Renovamos nosso compromisso com as famílias no início do ano, durante o Governo Presente. Além disso, na região, estamos trabalhando também nas obras de contenção de encostas.  Iremos lançar, em até dois meses, o maior programa habitacional da história do estado do Rio”, anunciou o governador Cláudio Castro.

Na quinta-feira, o secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, se reuniu para discutir o projeto com o presidente da Cehab, Ângelo Monteiro Pinto, o subsecretário de Estado das Cidades, Bernardo Rossi, o subsecretário de Habitação, Allan Borges, e a coordenadora Especial de Articulação Institucional de Petrópolis, Fernanda Ferreira, que representou o prefeito interino de Petrópolis, Hingo Hammes.

“A expectativa é que o projeto com as novas moradias, que serão padronizadas, fique pronto em pouco mais de um mês”, explicou o secretário.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.