Reprodução da internet / Google Maps

Vítima de espancamento em Nogueira não é o único caso de violência na região

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na madrugada deste domingo (26/5), João Gabriel, que trabalha em um restaurante em Nogueira, foi vítima de assalto na Av. Milton de Souza Carvalho. Ele foi atropelado, espancado e assaltado.

A covardia foi tão grande que João Gabriel precisou proteger seu rosto com uma mochila para que não fosse atingido por chutes e golpes com capacetes. O rosto de João Gabriel ficou completamente ensanguentado, com cortes profundos.

Segundo familiares de João Gabriel, o espancamento teria sido motivado por homofobia, pois a vítima é homossexual e mora com seu companheiro na mesma região onde atuam os bandidos.

A Prefeitura de Petrópolis se manifestou sobre o caso e informou que a agressão ao João Gabriel se deu em um local distante, onde não há equipamento do Centro Integrado de Operação de Petrópolis (Ciop) para gravação de imagens. “O Centro Integrado de Operação de Petrópolis (Ciop) possui uma câmera na Praça de Nogueira, porém, a agressão aconteceu em local distante do equipamento. Ainda assim, as imagens podem ser utilizadas para investigação do caso”, diz a nota.

Infelizmente este não foi o único caso de violência no local. Na noite de domingo, menos de 24 horas depois do assalto ao João Gabriel, por volta das 18h50, dois assaltantes, também usando uma motocicleta, assaltaram um jovem. Os assaltantes levaram dinheiro e celular.

Os moradores da Av. Milton de Souza Carvalho relataram também um terceiro caso na rua. Recentemente uma jovem também foi assaltada e chegou a ficar desacordada por causa da violência adotada pelos bandidos.

A Prefeitura também se manifestou sobre a violência na região de Nogueira e informou que mantém um trabalho integrado, com troca de informações e também operações conjuntas. “As forças de segurança mantêm um trabalho integrado, com troca de informações e realização de diversas operações em conjunto, para reduzir a criminalidade no município”, finaliza a Prefeitura.

O Giro Serra entrou em contato com a Polícia Civil, com a Polícia Militar, mas nenhum dos dois órgãos se manifestaram sobre os casos citados na matéria ou sobre as ações adotadas para oferecer segurança aos moradores da Av. Milton de Souza Carvalho e região de Nogueira.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.