Por Cristiano Carlos

As forças de segurança pública do estado do Rio de Janeiro apreenderam quase quatro mil armas de fogo de janeiro a maio deste ano.

Do total, 182 são fuzis, armamento pesado de uso exclusivo das Forças Armadas, e 1.806 pistolas. Aliás, o número de apreensões nos cinco primeiros meses de 2018 já é quase a metade das armas deste tipo apreendidas no estado em todo o ano de 2017 (3.637). Os dados são do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro.
Em 2017, a prática criminosa de roubos de cargas somou 10.600 casos, de acordo com dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, a Firjan.

A escalada desse tipo de crime aumentou o preço dos produtos transportados por caminhões em mais de um por cento e meio, aumentando os custos de vida para a população e travando expectativas de investimentos privados no estado.

O pré-candidato à presidência do MDB, Henrique Meirelles, propõe, se eleito presidente, colocar em prática ações fortes e inteligentes para combater a criminalidade e proporcionar a tranquilidade da população fluminense já nos primeiros dias de governo.

“Todas as áreas começam, imediatamente, a enfrentar seus problemas. Temos que tomar ações fortes em segurança para que a população possa voltar a viver com tranquilidade. A mesma coisa na saúde, ações concretas e rápidas, porque o brasileiro precisa de assistência na saúde e educação. A educação é fundamental para o futuro do país. Portanto, este é um programa intenso que vai começar nos primeiros 100 dias de governo”, propôs.

Nesta terça-feira (17), Henrique Meirelles vai se reunir com o Grupo de Líderes Empresariais, o LIDE, no Rio de Janeiro. Ele deve defender a implantação de um modelo de arrecadação de impostos simplificado e o combate à dívida pública, por exemplo, como formas de retomar o poder de investimento do país.

Só assim, segundo Meirelles, o país vai ter condições de combater a criminalidade e dar condições à retomada do investimento privado e do emprego.

“Nós temos de ter um governo, que seja um governo que dê previsibilidade, um governo responsável, um governo confiável para que eles possam investir no Brasil, saber que as regras não serão mudadas todo dia, e que o Brasil vai continuar crescendo e, portanto, vale a pena sim. E, nós vamos ver, tenha a certeza disso, com a nossa vitória, um canteiro de construções. Nós vamos ver isso nos próximos quatro anos e garantindo o pleno emprego aos brasileiros”, disse.

Nesta segunda-feira (16), o Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro divulgou pesquisa que mostra o aumento de mais de 450% de roubos de telefones celular no estado, em comparação com os números registrados nos últimos cinco anos. Em média, são três aparelhos roubados por hora no Rio de Janeiro, de acordo com a pesquisa.

O encontro entre Henrique Meirelles e os empresários do Lide vai ser ao meio-dia desta terça (17), no Copacabana Palace Hotel, em Copacabana.

Fonte: Agência do Rádio Brasileiro

Crédito da foto: Erick Dau / PSTU