“Violência contra a mulher” é tema de Roda de Conversa na Casa da Educação nesta sexta-feira

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Casa da Educação Visconde de Mauá vai promover nesta sexta-feira (28.09), às 14h, uma Roda de Conversa com os alunos da rede municipal e participantes de projetos sociais que participam das aulas no contraturno escolar. Dessa vez, a violência contra a mulher será o tema abordado, com destaque para os 12 anos da Lei Maria da Penha. O evento contará com a participação da coordenadora do CRAM – Centro de Referência em Atendimento à Mulher, Cléo de Marco.

O encontro ocorrerá no auditório. “A Casa da Educação promove esse tipo de atividade mensalmente com o objetivo de dar voz aos alunos e promover a discussão de assuntos que estão em foco. Nesse encontro, em especial, a violência contra a mulher será discutida. O tema será abordado durante o bate papo informal”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Participarão da Roda de Conversa alunos das escolas Escola Municipal Clemente Fernandes, Escola Paroquial São Pedro de Alcântara, Liceu Cordolino Ambrósio, Projeto Social C3, Casa da Acolhida dos meninos, Casa da Acolhida das meninas e os adolescentes do CREAS, assim como os alunos da Casa da Educação Visconde de Mauá.

A mediação será feita pela pedagoga e psicóloga Jaqueline do Valle. “A roda de conversa pretende dar voz aos adolescentes. Nesse mês de setembro teremos o prazer de receber a equipe do CRAM que vai apresentar o trabalho realizado pela instituição e refletir sobre os 12 anos da Lei Maria da Penha. A Casa da Educação Visconde de Mauá tem uma concepção que compreende a Educação Integral garantindo o desenvolvimento dos sujeitos em todas as suas dimensões – intelectual, física, emocional, social e cultural e se constitui como um projeto coletivo”, explica Jaqueline.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.