Foto: Reprodução

Vinicius Júnior é vítima de fala racista na Espanha: “Deixar de se fazer de macaco”

O colunista Pedro Bravo declarou ainda que se o atleta quiser dançar, que dance no sambódromo e não comemorando os gols.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Vinícius Júnior foi alvo de racismo nesta quinta-feira em programa televisivo na Espanha. O atacante do Real Madrid foi chamado de “macaco” ao longo de um comentário sobre suas comemorações de gols no Campeonato Espanhol.

As comemorações de Vinícius Júnior com danças têm gerado opiniões de diversos tipos, mas dessa vez elas se transformaram em injúria racial. “Deve-se respeitar o adversário. Quando você faz um gol, se quiser sambar que vá a um sambódromo no Brasil. Aqui (na Espanha) o que se tem de fazer é respeitar seus companheiros de profissão e deixar de fazer papel de macaco”, afirmou Pedro Bravo, presidente da Associação de Empresário de Jogadores da Espanha.

Em suas redes sociais, diante da repercussão do ocorrido, Pedro Bravo tentou explicar o uso da expressão “Hacer el mono” (“se fazer de macaco”, em português) e pediu desculpas. “Quero esclarecer que a expressão “se fazer de macaco” que usei mal para descrever a dança de comemoração do gol de Vinicius foi feita metaforicamente (‘fazer coisas estúpidas’). Como minha intenção não era ofender ninguém, peço sinceras desculpas. Sinto muito”, escreveu.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.