O vereador Sincero Ramos de Morais (PTC), em Peçanha, município no Leste de Minas Gerais, foi preso na manhã deste sábado (4) em Itaipava, distrito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Segundo a Polícia Civil, o político é suspeito de matar a ex-namorada, de 33 anos, e o pai dela, de 62, no dia 6 de maio.

Ainda de acordo com a polícia, agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DBHF), com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais, receberam a informação que o vereador estaria escondido na casa de parentes, em sítio de itaipava.

Sincero era considerado foragido e estava sendo procurado pela Polícia Civil.

Sobre o crime
O crime aconteceu na casa da família no Bairro Taquaral e as vítimas foram mortas na frente da filha do casal, de 1 ano.

Testemunhas disseram à polícia que Sincero foi até a casa e pediu para ver a filha, mas foi impedido pelo avó que alegou estar tarde da noite. O vereador retornou, forçou a entrada na casa e pegou a filha no colo. O avô da criança discutiu com o suspeito que estava armado com um revólver. Ainda segundo testemunhas, ele colocou a criança no chão e atirou.

Afonso Vilela de Souza foi atingido por quatro disparos e morreu no local. Ao perceber que o pai havia sido baleado, Aline Aparecida de Souza correu até a sala e foi atingida por cinco tiros após se abaixar próximo ao corpo do pai.

 

Foto: Aline e Afonso foram mortos em Peçanha (MG) | Crédito: Reprodução / MGTV

Fonte: G1