Ventos ultrapassaram os 100 kn/h no Rio

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Os ventos que atingiram a cidade na noite deste domingo chegaram aos 105,5 km/h, que são considerados muito forte. A partir de 118 km/h eles já são caracterizados como furacão. Copacabana registrou as rajadas mais fortes, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Santa Cruz, Vila Militar, Sulacap e Guaratiba também tiveram fortes ventanias.

Por causa do vendaval seguido de raios, às 20h25 o Rio entrou em estágio de atenção, segundo nível em uma escala de três. Para esta segunda-feira a previsão é de chuva fraca a moderada ao longo de todo o dia. A mínima foi de 18ºC e a máxima será de 30ºC, com céu nublado e vento moderado.

. Forte de Copacabana: 105,5 km/h (entre 20h e 21h)

. Aeroporto Santos Dumont: 79,6 km/h (entre 19h e 21h)

. Vila Militar: 67,3 km/h (entre 20h e 21h)

. Base Aérea de Santa Cruz: 64,8 km/h (entre 20h e 21h)

. Aeroporto do Galeão: 62,9 km/h (19h e 20h)

. Base dos Afonsos: 61,1 km/h (entre 19h e 20h)

Árvores caíram por toda a cidade – Reprodução / Internet

QUEDA DE ÁRVORES

Mais de 80 árvores caíram em diferentes regiões da cidade. Os bairros com mais ocorrência foram Centro (nove) e Tijuca (nova), Vila Isabel (oito) e Grajaú (cinco).

Algumas árvores caíram sobre a fiação elétrica deixando vários bairros sem luz. De acordo com a Light, as regiões mais afetadas ficam nas zonas Oeste e Norte.

De 17h31 de domingo às 5h30 de hoje, a Defesa Civil municipal registrou 21 chamados.

Árvores caíram por toda a cidade – Reprodução / Internet

INTERDIÇÕES

Algumas importantes vias da cidade chegaram a ser interditadas. Dentre elas o Alto da Boa Vista, que liga a Barra da Tijuca à Tijuca. A via ficou fechada em ambos os sentidos de 21h às 22h.

A Avenida Niemeyer teve interrupção no sentido Leblon, a partir do acesso de São Conrado, também de 21h às 22h.

A Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá chegou a ser fechada em diferentes momentos da noite de domingo à manhã desta segunda.

Árvores caíram por toda a cidade – Reprodução / Internet

TRANSPORTE

Dos principais sistemas de transporte do Rio, os trens foram os mais mais afetados. Por causa da queda de árvores ao longo da linha férrea da SuperVia, o ramal Belford Roxo só começou a operar pouco antes das 7h30. 

No Aeroporto Galeão, dos 16 voos programados para a madrugada, 12 tiveram atrasos e um foi cancelado.

Árvores caíram por toda a cidade – Reprodução / Internet

Fonte: ODIA

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.