Veneza, novo filme de Miguel Falabella, chega aos cinemas em 17 de junho

Estrelado pela espanhola Carmen Maura, musa do cineasta Pedro Almodóvar, o longa foi destaque na 47ª edição do Festival de Gramado
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Miguel Falabella está de volta com Veneza, seu novo projeto como diretor, que será lançado em 17 de junho nos cinemas, com distribuição da Imagem Filmes para todo o Brasil. O longa conta a história de Gringa, interpretada pela espanhola Carmen Maura, uma cafetina cega e obcecada pela ideia de conhecer a famosa “cidade flutuante” e reencontrar nas terras e águas italianas a grande paixão de sua vida. Ao mesmo tempo em que lidam com seus desejos e frustrações, as prostitutas do bordel buscam alguma forma de realizar o último pedido daquela que as acolheu quando mais precisaram.

Dira Paes, Eduardo Moscovis, Carol Castro, André Mattos, Caio Manhente e Danielle Winits compõem o elenco do longa-metragem, baseado na premiada peça teatral homônima do autor argentino Jorge Accame, adaptada pelo próprio Miguel para os palcos brasileiros no início dos anos 2000. Em tom de realismo fantástico, o longa propõe reflexões sobre o significado de família e faz uma ode às mulheres latino-americanas, apresentando também participações da argentina Georgina Barbarossa, da uruguaia Camila Vives e da colombiana Carolina Virgüez.

Produzido por Júlio Uchoa (Ananã Produções), coproduzido pela Globo Filmes e FM Produções e filmado em Montevidéu, no Uruguai, e em Veneza, na Itália, Veneza foi premiado com os Kikitos de melhor direção de arte (Tulé Peake) e melhor atriz coadjuvante (Carol Castro) no Festival de Gramado e recebeu quatro troféus no Los Angeles Brazilian Film Festival – melhor direção de fotografia (Gustavo Hadba), melhor ator (Eduardo Moscovis), melhor ator coadjuvante (André Mattos) e melhor atriz coadjuvante (Carol Castro), além de melhor roteiro (Miguel Falabella) no Brazilian Film Festival of Miami.

Sinopse: Reencontrar o único homem que amou é o sonho de Gringa (Carmen Maura), dona de um bordel no interior do Brasil. Mesmo cega e muito doente, ela insiste em realizar seu último desejo: ir até Veneza para pedir perdão ao antigo amante, que abandonou décadas atrás. Para levá-la à cidade italiana, Tonho (Eduardo Moscovis), Rita (Dira Paes), Madalena (Carol Castro) e as outras moças que trabalham para Gringa idealizam um fantástico plano.

Foto: Divulgação

Elenco/Personagens:

Carmen Maura – Gringa

Dira Paes – Rita

Eduardo Moscovis – Tonho

Carol Castro – Madalena

Caio Manhente – Julio

Georgina Barbarossa – Madame

André Mattos – Mestre

Danielle Winits – Jerusa

Camila Vives – Gringa Jovem

Magno Bandarz – Giacomo

Carolina Virgüez – Dora

Laura Lobo – Mocinha

Maria Eduarda de Carvalho – Janete

Roney Villela – Pai de Julio

Yuri Ribeiro – Ventoinha

Giovanni Venturini – Pequerrucho

Pia Manfroni – Paulina

Bruno Bonelli – Feio

Yamandú Barrios – Jaime

Paula Fernández – Rubia

Alessandra Verney – Cantora Cabaré

Ficha Técnica:

Baseado na peça teatral “Venecia”, de Jorge Accame

Direção e Roteiro: Miguel Falabella

Produção e Produção Executiva: Julio Uchôa

Fotografia: Gustavo Hadba

Direção de Arte: Tulé Peak

Figurino: Bia Salgado

Maquiagem: Martín Macias Trujillo

Elenco: Cibele Santa Cruz

Diretor Assistente: Hsu Chien Hsin

Montagem: Diana Vasconcellos

Música: Josimar Carneiro

Supervisão de Efeitos: Luiz Adriano

Som: Fabian Oliver, Álvaro Rivero

Supervisão de Som: Juliana Lopes

Mixagem: André Tadeu, Carlos Paes

Direção de Produção: Irina Neves

Coordenação Executiva: Vera Melo

Coprodução: Cris D’Amato, Fernando Muniz

Produção Associada: Daniel Filho, Diego Robino, Santiago López

Distribuição: Imagem Filmes

Produção: Ananã Produções

Coprodução: Globo Filmes, FM Produções

Produção Associada: Oriental Features

ANANÃ PRODUÇÕES

Ananã Produções é uma produtora carioca, fundada em 1996 por Júlio Uchôa, que tem entre os principais filmes de seu catálogo os seguintes títulos: “Sem Controle” (2007); “Show de Bola” (2008), coprodução Alemanha-Brasil; “Chico Xavier” (2010), produção executiva; “S.O.S. Mulheres ao Mar” (2014); “S.O.S. Mulheres ao Mar 2” (2015); “Eu Fico Loko” (2017); “Soundtrack” (2017) e “Ricos de Amor” (2020). A Ananã ainda participou das filmagens no Brasil para o longa metragem americano “Capitão América: Guerra Civil” (2016). Além dos filmes para cinema, a Ananã produziu diversos outros trabalhos como documentários, peças publicitárias, programas de TV e eventos.

GLOBO FILMES 

Criada em 1998, a Globo Filmes atua como coprodutora de conteúdo multiplataforma com o propósito de fortalecer a indústria audiovisual nacional. Participou de mais de 300 filmes, levando ao público o que há de melhor do cinema brasileiro. Comédias, romances, documentários, infantis, dramas, aventuras: a aposta é na diversidade de obras que valorizem a cultura brasileira. 

Fazem parte de sua filmografia recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores –, sucessos de crítica como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, até longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes. 

FM PRODUÇÕES

Fundada em 2011, pelo Produtor Fernando Muniz, a FM vem participando de projetos audiovisuais brasileiros de excelência, bem como desenvolvendo parcerias internacionais. A FM ganha destaque internacionalmente ao coproduzir o documentário “Cinema Novo”, de Eryk Rocha, vencedor do Olho de Ouro, prêmio de melhor documentário no Festival de Cannes, em 2016. Em 2017 lança no Brasil e nos EUA o filme “Soundtrack”, com Selton Mello, Seu Jorge e Ralph Ineson. Em 2018 é produtor associado de “O Grande Circo Místico”, dirigido por Cacá Diegues. O filme esteve no Festival de Cannes e representou o Brasil para disputar uma vaga ao Oscar. Em 2019 lança a coprodução Brasil-Uruguai “Meu Mundial”. Em 2020 vai lançar sua coprodução “Veneza”, dirigida por Miguel Falabella e “Human Persons”, uma coprodução entre Brasil, Espanha, Colômbia e Panamá. Em 2020 sua coprodução “Luz nos Trópicos”, dirigida por Paula Gaitán esteve no Festival de Berlin. Também em 2020 abre uma sede em Madrid com foco em vendas, distribuição e coproduções internacionais.

IMAGEM FILMES

Fundada em 1998, a Imagem Filmes é uma empresa nacional que atua no mercado de entretenimento do país como distribuidora de filmes independentes. Comprometida com a qualidade e variedade de produções, a empresa trabalha nos segmentos de cinema, vídeo e televisão, e é responsável pelo lançamento de grandes produções nacionais, onde destacam-se: “Sai de Baixo – O Filme”, “10 Segundos para Vencer”, “É Fada!”, “O Nome da Morte” e “Crô Em Família”. Além das produções internacionais, “Fúria em Alto Mar” e “Paddington 2”, bem como o premiado “VICE” e os recentes “Rambo: Até o Fim” e “Maria e João – O Conto das Bruxas”.

Veneza contou com investimento do BB DTVM, patrocínio do Banco Daycoval e apoio da Air Europa

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.