Venda casada é ilegal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Venda casada é caracterizada quando o fornecedor impõe na venda de um produto ou serviço a aquisição de outro não desejado pelo consumidor, ou seja, a prestadora não pode impor que para adquirir um produto ou serviço leve outro junto. Por exemplo se você quiser contratar serviço de banda larga, não é obrigado a contratar também TV por assinatura ou telefone fixo.

Essa prática é expressamente proibida pela Código de Defesa do Consumidor (artigo 39 I), que também prevê que o consumidor tem liberdade de escolha. Mas atenção a venda casada não se confunde com a oferta de combos, que é permitida. 

Outros exemplos de venda casada que são proibidos:

-Os frequentadores de cinemas não são obrigados a consumir unicamente os produtos vendidos nas entradas das salas de cinema. 

– Para abrir uma conta corrente, você não precisa adquirir seguro de vida ou títulos de capitalização além de outros produtos bancários.

– Salões de festas que associam o aluguel do espaço a aquisição de buffet do próprio local, você pode escolher qual buffet irá contratar.

Não se deixe enganar, não perca dinheiro à toa, não aceite a venda casada, é um direito seu consumidor ter ampla liberdade de escolha quanto ao que vai consumir.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Dia do consumidor

O dia do consumidor tem origem no Estados Unidos instituído pelo presidente John Kennedy em um discurso feito em 15 de março de 1962, como

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.