De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o público masculino tem 30% de participação em casos de infertilidade entre o casal.

Entre os vários fatores que podem desencadear a infertilidade masculina, o mais prevalecente é a varicocele. O urologista Rodrigo Lessi Pagani esclarece que a varicocele é caracterizada por varizes envolta nos testículos e que progressivamente torna o homem infértil: “A varicocele é um problema entre todos os homens, 15% têm o problema, o que não quer dizer que estes quinze em cem homens serão inférteis”, acrescenta.

O especialista explica que o problema da varicocele é anatômico e que não existe uma causa específica para que se desenvolva, o que acredita-se é que a desembocadura na veia gonadal, localizada no testículo esquerdo, por ser diferente da veia do testículo direito, faz com que a maioria dos homens que sofre do problema, o desenvolvam no lado esquerdo.

“Apesar de não se saber a causa exata, esse é um problema que comumente se desenvolve na adolescência, porque dificilmente meninos e adolescentes frequentam o urologista. Este é um problema mais cultural, já que entre as meninas e adolescentes existe uma familiaridade com as consultas com o ginecologista. O problema se diagnosticado na adolescência, poderia prevenir um caso de infertilidade na vida adulta”, alerta o médico.

 

É possível depois de já ter tido filhos, o homem vir a ter problema de fertilidade?

O urologista ressalta que sim, e que há casos de homens com varicocele que já tiveram filhos, mas que por volta dos 35 anos de idade não conseguem mais: “Isso ocorre porque além do desenvolvimento da varicocele, a qualidade dos espermatozóides também cai”.

 

Quais fatores podem prejudicar a fertilidade masculina?

Especialistas apontam que a região dos testículos necessita de menor temperatura para o funcionamento saudável (35 graus) e que homens que frequentemente fazem uso de saunas, de banheiras de hidromassagem e até que desempenham profissões que os colocam em contato com temperaturas elevadas, como é o caso do cozinheiro, podem vir a desenvolver problema de infertilidade.

O urologista destaca que em casos de casais que desejam ter filhos, as críticas primeiramente recaem sobre as mulheres: “É um contexto de machismo em que o homem acredita que ter um problema de fertilidade afeta a sua virilidade, tornando-o menos homem”.

 

E em casos em que problema é diagnosticado e tratado?

Após diagnóstico, costuma ser indicado como tratamento, uma cirurgia, que no geral, costuma durar aproximadamente 45 minutos, com alta no dia seguinte. Após o procedimento, o homem pode voltar a ter uma vida sexual normal após dez dias, mas precisa evitar esforço físico por até quatro semanas.

Unido ao tratamento convencional, muitos homens optam por recursos naturais para tratar o problema, como é o caso da utilização da erva medicinal tribulus terrestris, amplamente conhecida por estimular a libido sexual e a espermatogênese, ou seja, produz melhora na quantidade e qualidade do esperma.

Vale lembrar que em casos de tentativa de gestação pelo casal, o homem, tanto quanto a mulher, deve se submeter a exames.

Fonte: Portal Trocando Fraldas