Vans são flagradas fazendo o transporte irregular de estudantes

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Seis vans foram flagradas fazendo o transporte de estudantes sem autorização em fiscalização realizada nesta sexta-feira (15.02), no Itamarati. Ao todo, foram 22 veículos abordados, sendo que três deles estão em processo de entrega de documentação e outras 13 já estão com os cadastros em dia junto à CPTrans. Essa foi a primeira ação do ano e irá ocorrer semanalmente no Centro e distritos. Os veículos foram autuados pelo artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro. 

 Motoristas de vans, kombis e ônibus escolares devem procurar a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) para atualizar a concessão que permite o transporte de estudantes no município para o período do primeiro semestre de 2019. O ano passado terminou com mais de 100 pessoas regulares com o serviço e, este ano, pouco mais de 30 veículos garantiram a regularidade do trabalho.

“A fiscalização visa coibir a prática irregular do serviço e garantir a segurança no transporte de estudantes no município. Nossos fiscais continuarão fazendo este tipo de ação em todos os pontos da cidade. Com isso, nossa expectativa é que o motorista que não está regular vá à companhia e atualize a sua situação cadastral. Isso garante à população que os veículos utilizados no transporte das crianças estejam regulares”, explica diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

 Para fazer a renovação é preciso que o proprietário do veículo compareça à companhia com a original e cópia da carteira de habilitação na categoria D; comprovante de residência; nada consta criminal, comprovante de inscrição de ISS; CRLV 2018 ou 2019 (de acordo com calendário de licenciamento DETRAN), além do próprio veículo que faz o transporte.

Os veículos devem ter, no máximo, 15 anos nos casos de kombis e vans, e 20, no caso de ônibus e micro-ônibus. As taxas para renovação custam R$ 136 para veículos de até 18 lugares, e R$ 272,60 para veículos com mais de 18 acentos. Além disso, os automóveis também devem estar com a faixa amarela identificando que é ‘Escolar’, possuir o número de registro na CPTrans, além de todos os quesitos de segurança estarem em dias, bem como a documentação exigida.

A CPTrans fica localizada à Rua Alberto Torres, 115, Centro. A vistoria deve ser feita de 9h às 17h30. A companhia pede a ajuda das famílias na hora de escolher o veículo que vai levar as crianças no trajeto casa x escola, escola x casa, bem como que denunciem a prática suspeita deste tipo de veículo pelo telefone 156.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

1 comentário
  1. Juliana Diz

    Venham fiscalizar as vans do Bairro Bingen. Super Lotação com vans que estão em dia com a CPTrans. A capacidade é pra 16 pessoas contando com o Ajudante, mais querem carregar 27, aí fica difícil né, que se dane as crianças irem todas apertadas ou melhor espremidas……

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.