A empresa Vale “não vê responsabilidade” sobre o rompimento da barragem de Brumadinho, informa o advogado Sergio Bermudes, um dos principais defensores contratados pela empresa.

“A Vale não vê responsabilidade. Nem por dolo, que é infração intencional da lei, nem por culpa, que é a infração da lei por imperícia, imprudência ou negligência. Ela atribui o acontecido a um caso fortuito que ela está apurando ainda”, afirmou advogado ao jornal O Estado de S. Paulo.

O representante da empresa já enviou à Justiça mineira pedido de reconsideração sobre as decisões que bloquearam R$ 11 bilhões da empresa para garantir as compensações pelo desastre.

A assessoria de imprensa da mineradora Vale atualizou nota divulgada à imprensa e desautorizou nominalmente o advogado Sergio Bermudes a falar em nome da companhia. “A Vale não reconhece as declarações feitas à mídia pelo advogado Sergio Bermudes e afirma que seu mandato não o autoriza a dar quaisquer declarações sobre a Vale, seja em nome da empresa, seja para expressar a sua opinião pessoal sobre o tema do rompimento da barragem em Brumadinho (MG)”, cita a nota atualizada.

Crédito da foto: Mauro Pimentel / AFP