Comércio na SAARA (Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega), centro da cidade. Comércio não essencial está autorizado a reabrir a partir de hoje (9) na cidade do Rio de Janeiro depois de duas semanas fechados devido à pandemia de Covid-19.

Vagas temporárias: especialista dá dicas para se destacar nas seleções

Varejo e serviços devem abrir 95 mil vagas temporárias para o fim de ano
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Segundo levantamento realizado em todas as regiões do Brasil pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, os setores do comércio e de serviços preveem a abertura de 94,7 mil vagas temporárias até o final do ano. Para os mais de 9 milhões de trabalhadores desempregados no país, esse período se mostra como uma oportunidade excelente para que consigam uma vaga e possam, até mesmo, converter em um emprego permanente.

Simone Moura, psicóloga corporativa, especialista em Psicologia Positiva e professora da Estácio, dá algumas dicas para quem vai se candidatar a um trabalho temporário e quer se destacar na seleção. O primeiro passo é atentar para o currículo. “É importante que o documento seja breve e específico. Deve-se destacar as formações acadêmicas, capacitações e principais experiências profissionais que tenham relação com a vaga que está sendo pleiteada”, explica. Caso seja selecionado para a entrevista, o posicionamento correto é fundamental para conquistar os recrutadores.

Simone Moura, psicóloga corporativa, especialista em Psicologia Positiva e professora da Estácio

“É precisa demonstrar posicionamento quando a palavra está sob seu domínio, segurança no que está falando, disponibilidade para trabalhar e se ajustar aos horários solicitados”, orienta Simone Moura. Ela completa que, uma vez dentro da empresa, é hora de mostrar a sua melhor versão visando abrir as portas para uma possível contratação efetiva.

“Um ponto extremamente determinante é passar confiança, autenticidade e responsabilidade com o trabalho, por mais que ele seja temporário. A contratação permanente poderá acontecer a partir do desempenho, da proatividade, da disponibilidade que o profissional temporário oferece para o empregador. Afinal, dificilmente uma empresa vai abrir mão de um trabalhador de excelência”, finaliza a especialista.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.