Vacinação Antirrábica ultrapassa metas em Cordeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Dedicado à manutenção da saúde dos animais de estimação, foi realizado em Cordeiro, no sábado, 7, o Dia ‘D’ da Campanha de Vacinação Antirrábica, cujas doses foram aplicadas nos cães e gatos da cidade em três postos diferentes: no Parque de Exposições Raul Veiga, no centro; na sede da Secretaria de Saúde, no Rodolfo Gonçalves; e na Zona Rural, nas localidades de Bonsucesso e Pena.

Demonstrando-se conscientes após intensivas campanhas previamente realizadas pelos profissionais de saúde e divulgadas nos órgãos de imprensa da cidade, os proprietários de animais atenderam ao chamado para a vacinação, comparecendo em massa para garantir a aplicação da dose em seus ‘melhores amigos’. Essa atitude comprova que é grande a preocupação quanto à necessidade de prevenir a incidência de raiva, que pode ser transmitida para qualquer animal e repassada aos humanos.

Profissionais da Secretaria de Saúde foram designados para atuar na campanha e os resultados superaram as expectativas. Além de elogiados pela paciência e dedicação demonstradas com os ‘bichinhos’, os números confirmam que o percentual preconizado pelo Ministério da Saúde foi ultrapassado em muito em Cordeiro. Ao todo, foram vacinados em maio e outubro 3.128 animais, o que corresponde a uma cobertura de 117,79%, segundo confirmações de Alexssandra Pietrani e Rossana Espíndola, coordenadoras de Vigilância Ambiental e Vigilância em Saúde, respectivamente.

É importante reafirmar que a raiva é uma doença transmitida por vírus altamente letal e a transmissão se dá normalmente pela mordida ou arranhões de animais infectados. Mas há ainda a possibilidade de se contrair a doença pelo contato da saliva do animal raivoso diretamente nos olhos, mucosas ou feridas. Ela ataca o sistema nervoso do animal e pode provocar mudanças bruscas de comportamento, como euforia, depressão, ansiedade, paralisia, demência e alucinações. Alguns sintomas podem inicialmente confundidos com uma simples gripe. Por isso a necessidade da vacinação.

Aqueles que, por algum motivo, não puderam levar seus animais para receber a vacina durante as duas campanhas, podem fazê-lo conduzindo-os ao setor de Vigilância Sanitária, na própria Secretaria de Saúde, para que recebam a dose. O que importa é os donos ficarem atentos e que nenhum animal fique sem a vacina. “Quero parabenizar nossa equipe por esse trabalho tão importante e que mostra o compromisso de todos na saúde dos animais”, colocou Vânia Huguenin.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Cordeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.