Vacina contra Covid-19 da UFMG em parceira com a Fiocruz Minas avança em testes laboratoriais

Testes da vacina em humanos devem ser realizados ainda neste ano.

O estudo para o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19 pelo Instituto René Rachou (Fiocruz Minas) e pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) concluiu, com “resultados bastante animadores”, a etapa de prova de conceito, informou na última segunda-feira (12) a Agência Fiocruz.


Tal etapa faz parte dos estudos pré-clínicos, em laboratório, e indica se a vacina tem potencial para produzir resposta imune e proteção contra a doença.


Cientistas do INCTV (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Vacinas da Fiocruz Minas e do Centro de Tecnologia em Vacinas da UFMG trabalham no desenvolvimento deste imunizante desde março de 2020.

Segundo os pesquisadores, a vacina não apenas protegeu os camundongos usados na prova de conceito, como também evitou qualquer manifestação clínica da doença.


A pesquisa agora seguirá nos estudos pré-clínicos, com testes em macacos, considerados fundamentais para que se possa avançar em direção aos testes clínicos em humanos.


Nos primatas não humanos, os pesquisadores vão investigar se a resposta imune causada pela vacina tem capacidade de produzir anticorpos contra o novo Coronavírus.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também