URGENTE: Polícia pede que caso da “Vacina de Vento” seja encerrado momentaneamente

De acordo com as investigações a funcionária que teria aplicado a "Vacina de Vento" não agiu com maldade.

A Polícia Civil de Petrópolis, concluiu o inquérito referente a aplicação da “dose de vento” que viralizou nas redes sociais, durante a vacinação contra o novo Coronavírus no município.


O caso aconteceu em fevereiro, quando uma técnica de enfermagem aplicou uma seringa vazia em uma idosa de 94 anos em um posto de vacinação. A ação foi gravada em vídeo pelo filho da idosa.


De acordo com a polícia, pelas imagens, foram concluídas duas hipóteses: que houve imperícia e o desperdício acidental de dose.

Diante da falta de indícios de que houve má fé da profissional, a polícia pediu ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro o arquivamento do procedimento investigativo até que surjam novos fatos e ou novos elementos que justifiquem o seu desarquivamento.


Em fevereiro, quando o caso aconteceu, a Prefeitura comunicou a polícia e auxiliou em todos os atos de investigação, com bastante transparência, segundo o delegado. De acordo com a polícia, tudo indica que a prefeitura está seguindo os protocolos perfeitamente, e que, de fato, o que pareceu foi imperícia por parte de uma técnica.


A Polícia Civil disse que não constatou nenhum tipo de ausência de protocolos na vacinação em Petrópolis.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também