Fundamentais para a emergência e urgência da cidade, as duas Unidades de Pronto Atendimento de Petrópolis – UPAs Centro e Cascatinha –  responsáveis por 15 mil atendimentos por mês vão receber R$ 4 milhões do governo do Estado. Os recursos são oriundos de emendas da bancada do Rio na Câmara Federal e foram direcionadas pelo governo do estado a 20 UPAs em cidades fluminenses além do Hospital Geral da Nova Iguaçu, um total de R$ 55 milhões.

Representantes da prefeitura estiveram presentes na manhã desta terça-feira (14.11) em solenidade no Palácio Guanabara quando os recursos foram anunciados pelo governador Luiz Fernando Pezão, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

As UPAs que estão em pleno funcionamento  e sob nova gestão desde o dia 21 de setembro, operam com quatro clínicos e três pediatras cada além de enfermeiros, técnicos em enfermagem e funcionários administrativos e de apoio.

Existem dois desafios: manter em dia o atendimento à população e buscar, com planejamento, economia de recursos e projetos, mais prestação de serviços. Temos avançado nisso e recentemente garantimos recursos para três UBS, entre elas a do Bingen, a que está mais avançada. Então teremos mais atenção na saúde básica e investimentos também na urgência e emergências.

Diante da crise financeira do Estado – que interrompeu repasses a Petrópolis com o município arcando com a manutenção das UPAs com recursos próprios e federais – os R$ 4 milhões ajudarão a equilibrar as contas da cidade.

Em 2015, houve tentativa de fechar as UPAs da cidade e a Justiça determinou a continuidade do serviço. Assumimos ainda tendo de manter as unidades com recursos próprios  e a verba chega em boa hora. Os repasses feitos já nesta terça-feira (14.11) somam R$ 3,6 milhões e os R$ 400 mil restantes entram nas contas da prefeitura na segunda-feira (20.11).