Uma pessoa é estuprada em Petrópolis a cada três dias

A quantidade de casos de estupro nas delegacias de Petrópolis tem registrado queda desde o ano passado.

O número de casos de estupro diminuiu 30,6% em Petrópolis, entre os meses de janeiro e setembro deste ano, se comparado ao mesmo período do ano anterior, passando de 101 para 70 registros. O número atual representa um caso de estupro na cidade a cada 3,9 dias, segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP).

A quantidade de casos de estupro nas delegacias de Petrópolis tem registrado queda desde o ano passado. Em 2018, de janeiro a dezembro, foram totalizados 141 crimes de estupro. No ano seguinte, caiu para 126, totalizando queda de 10,6%.

Durante a quarentena, em razão da pandemia do Coronavírus, o número de casos de estupro apresentou queda. Em contrapartida, os número de violência doméstica aumentou em até 50%, apenas no Rio de Janeiro.

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram), referência no município para atendimento às vítimas de violência social, mesmo fechada no período de isolamento social, recebe denúncias através do número (24) 98839-7387. O Cram encaminha as vítimas para algum serviço essencial, como delegacia, hospital, ou, se for o caso, é levada às profissionais técnicas que estão de plantão.

Além do telefone do Cram, denúncias de violência doméstica também podem ser feitas para a Polícia Militar, pelos números (24) 2291-4020, 2242-8005, além de poder contatar via WhatsApp a emergência da PM, pelo número (24) 99222-1489. Vale ressaltar que as principais formas de denunciar, além das delegacias especializadas, são através do Disque-Denúncia. A linha 180 é da Central de Atendimento à Mulher, e funciona 24h por dia. O atendimento nesta linha garante o anonimato da vítima e do denunciante, além de fornecer suporte psicológico e de atendimento à vítima.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também