Última semana de candidatura em universidades públicas e privadas na França Brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil tem até o dia 28 de fevereiro para enviar seus dossiês eletrônicos no site do Campus France Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Interessados em ingressar no 2° ou 3° ano da graduação e no Master na França no ano letivo 2018-2019 têm até 28 de fevereiro para enviar suas candidaturas por meio do site Campus France Brasil, a agência francesa para promoção do ensino superior.

Na elaboração do seu dossiê eletrônico, os candidatos devem expor o seu percurso acadêmico e profissional anexando seus históricos escolares e curriculum vitae, além de incluir motivações, teste de proficiência e outros anexos exigidos pela universidade, com tradução juramentada.

É possível incluir até sete opções de curso no mesmo dossiê. Um miniguia de candidatura, com informações detalhadas sobre o calendário e o procedimento para criar um dossiê, está disponível no site do Campus France Brasil.

No dia 27 de fevereiro, o Campus France organiza uma live pela página no facebook respondendo dúvidas dos estudantes e esclarecendo os últimos passos para o envio de dossiês.

 

Descubra qual seu nível de estudos

Para se candidatar a um Master na França, é preciso possuir um diploma universitário. A graduação no Brasil tem uma duração superior (4 a 5 anos de estudos) à licence na França (3 anos de estudos). Por conta disso, algumas universidades aceitam que os titulares de um diploma brasileiro possam se candidatar diretamente ao 2° ano do Master na França (M2).

Para aqueles que ainda estão cursando uma graduação por aqui há pelo menos um ano, é possível transferir o curso para a França, escolhendo as opções 2° ou 3° ano da graduação (L2 e L3), dependendo do período de estudos já realizado no Brasil.

Em relação aos critérios de admissão, cada instituição francesa adota critérios próprios para a seleção. Antes de se candidatar, é importante que o estudante pesquise e saiba se cumpre os pré-requisitos necessários da formação que deseja realizar.

 

Universidades públicas e benefícios para brasileiros

A França é o terceiro país mais procurado por estudantes em mobilidade universitária. Todos os anos, mais de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas.

O custo relativamente baixo dos estudos na França é um dos principais fatores de escolha dos alunos estrangeiros. Todas as universidades públicas possuem um alto nível de qualidade. O governo francês toma a seu cargo 90% do custo do ensino e não há distinção entre estudantes franceses e estrangeiros. Os brasileiros pagam a mesma taxa de matrícula que os franceses.

CategoriasAnuidade estimada
Universidades200 a 400 euros
Escolas de Engenharia600 euros
Escolas de Arquitetura400 a 900 euros
Escolas privadas5.000 a 12.000 euros

Com o visto de estudante de longa permanência, é possível trabalhar meio período. Os alunos das instituições francesas ainda têm acesso a restaurantes universitários, auxílio-moradia e planos especiais para transporte. Além disso, os brasileiros que vão para a França podem se candidatar a mais de 200 programas de bolsa.

 

Sobre o Campus France 

Presente em mais de 110 países, Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. A agência é ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores. No Brasil, está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França.

A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e também centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu. Atualmente, conta com escritórios em São Paulo, Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.