Uerj se destaca na América Latina por sua relevante participação on-line

O ranking não avalia os websites das universidades, mas sim as atividades e ações com relevância e impacto que são divulgadas, buscando uma representação real do que acontece na universidade.

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) está entre as 20 melhores universidades da América Latina, segundo o Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha. O ranking leva em consideração a presença acadêmica das instituições na web e sua atuação promovendo a transferência científica e cultural dos conhecimentos gerados na universidade para toda a sociedade. A instituição ocupa o 19º lugar no ranking.

– É uma alegria a Uerj figurar entre as 20 melhores universidades da América Latina e um reconhecimento público do sucesso de um projeto institucional que, há 70 anos, vem construindo uma universidade pública, gratuita, inclusiva, laica e de excelência, voltada para os reais desafios do Estado do Rio de Janeiro e da sua população – afirmou o reitor da Uerj, Ricardo Lodi Ribeiro.

O ranking não avalia os websites das universidades, mas sim as atividades e ações com relevância e impacto que são divulgadas, buscando uma representação real do que acontece na universidade.

– É um grande reconhecimento nossa universidade estar entre as melhores da América Latina. Com a Covid, a Uerj vem tentando se adaptar para atender a nós, estudantes, da melhor maneira possível. Penso que esse resultado demostra a excelência de sua atuação no ensino, na pesquisa e também da extensão – disse Rodrigo Nascimento, doutorando em Educação.

De forma indireta, o ranking espanhol, além de medir o impacto científico das atividades universitárias, também busca entender a relevância econômica que é transferida para as indústrias, o engajamento com a comunidade e a influência política.

Ranking – América Latina

1 – Universidade de São Paulo (Brasil)

2 – Universidad Nacional Autónoma de México (México)

3 – Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil)

4 – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Brasil)

5 – Universidad de Chile (Chile)

6 – Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil)

7 – Universidad de Buenos Aires (Argentina)

8 – Universidade Federal de Santa Catarina (Brasil)

9 – Pontificia Universidad Católica de Chile (Chile)

10 – Universidad Nacional de La Plata (Argentina)

11 – Universidade Federal do Paraná (Brasil)

12 – Universidad de los Andes Colombia (Colômbia)

13 – Universidade Federal Fluminense (Brasil)

14 – Universidade Estadual de Campinas (Brasil)

15 – Universidade Federal do Ceará (Brasil)

16 – Universidade Federal de Pernambuco (Brasil)

17 – Centro de Investigación y de Estudios Avanzados (México)

18 – Universidad de Puerto Rico (Porto Rico)

19 – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Brasil)

20 – Tecnológico de Monterrey (México)

21 – Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil)

22 – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil)

23 – Universidad de Concepción (Chile)

24 – Instituto Politécnico Nacional (México)

25 – Universidad de Guadalajara (México)

Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Faperj lança edição 2021 do Bolsa Nota 10

De acordo com as regras do Programa, as Bolsas Nota 10 contemplam apenas os últimos 12 meses de curso para os alunos de mestrado (13º ao 24º mês) e os últimos 24 meses de curso para os alunos de doutorado (25º ao 48º mês) – os meses devem ser contados a partir da data da matrícula na pós-graduação.