Trono de Fátima tem programação especial neste domingo e espera receber mais de 30 mil pessoas

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Mais de 30 mil pessoas devem passar pelo Trono de Fátima neste domingo (13.05), Dia de Nossa Senhora de Fátima e também Dia das Mães. A procissão luminosa, saindo do Teatro Mariano, às 18h, será o ponto alto das celebrações em Petrópolis, que, ao longo do dia, contará com missas especiais entre 8h e 19h, na capela sob o monumento. Barraquinhas de comida e o famoso pastel do Trono completam a festa. O Trono de Fátima – projetado por Heitor da Silva Costa, mesmo autor do projeto do Cristo Redentor –, com vista privilegiada para o Centro Histórico, é um dos principais atrativos do circuito turístico religioso da cidade e atrai grupos e excursões de todo país.

“Essa é mais uma festa linda que temos em Petrópolis. Recebemos fiéis até de outras cidades para participarem das celebrações do Dia de Nossa Senhora de Fátima. O monumento, além de ser muito importante para a comunidade católica, é, também, um dos principais atrativos turísticos da cidade. Estamos trabalhando para movimentar ainda mais o lugar”, destaca o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

As celebrações pelo dia da santa, que começam no sábado, com santa missa e louvor, ficam completas neste domingo com missas às 8h, 10h, 14h, 16h e 19h, além da tradicional procissão. A expectativa é de que, assim como acontece todos os anos, as cinco missas estejam lotadas. “Geralmente, quando a data cai no meio da semana, o Trono já fica cheio, costumamos receber mais de 20 mil pessoas nesse dia. Mas como este ano caiu no domingo e ainda Dia das Mães, esperamos um público ainda maior. É importante lembrar que todo dia 13 de todos os meses do ano nós temos procissão e missa”, frisa Agnes Dalzini, o presidente da Congregação Mariana, que é responsável pelo patrimônio.

Nossa Senhora de Fátima teve origem em Fátima, cidade de Portugal, onde três crianças tiveram a visão da santa, no dia 13 de maio de 1917. O fenômeno se repetiu pelos seis meses seguintes. Em Petrópolis, fundado há 70 anos, o Trono de Fátima foi idealizado pelo Frei João José, que conseguiu levantar o monumento à Virgem graças à doações, festas religiosas e promoções, em um trabalho que movimentou toda a comunidade católica de Petrópolis.

O monumento possui 14m de altura. A imagem da Virgem, que pesa 4 toneladas e mede 3,5m, e do anjo Gabriel sobre a cúpula, que tem 1m de altura, foram esculpidas em mármore, na Itália, pelo italiano Enrico Arrighini. A cúpula se apoia em sete colunas, representando os dons do Espírito Santo – piedade, temor a Deus, entendimento, conselho, sabedoria, fortaleza e ciência. Na parte inferior foi instalada uma capela.

Segundo o historiador Joaquim Eloy, o engenheiro responsável pelo monumento, Heitor da Silva Costa, também assina outras construções importantes na cidade, como a Capela Nossa Senhora do Sion, inspirada na Capela da Congregação de Nossa Senhora de Sion de Paris, na França. Além de uma construção na esquina da Avenida Koeler com a Praça da Liberdade.

“O Trono de Fátima é um bem cultural muito importante para Petrópolis, não só para os católicos, como também para os não católicos”, frisa.

O monumento fica na Rua Bispo Dom José, no Valparaíso. O atrativo fica aberto para visitação de terça-feira a domingo, 9h às 18h, e segundas-feiras, de 13h às 18h. A entrada é gratuita.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.