A Guarda Civil realizou a prisão no Alto da Serra de um homem e duas mulheres acusados de furto e estelionato no fim da tarde desta quinta-feira (10.01). Eles foram reconhecidos em uma agência bancária após fazerem compras em um shopping da região. Cinco guardas e um PM participaram a prisão. Os acusados chegaram a oferecer R$ 10 mil à equipe para tentar escapar, mas receberam voz de prisão e foram levados para 105ª DP.

A prisão foi possível graças ao contato de agentes da Guarda e da PM, que estavam próximos do Alto da Serra. “A Guarda está na rua para dar apoio às ações de segurança e mais uma vez estava pronta quando foi necessário intervir para coibir ação de criminosos na cidade”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

A Guarda mantém uma rotina de rondas de patrulhamento diárias, com 30 homens na rua para atuação no Centro e arredores, além de 10 agentes em atividade na 2ª Inspetoria, que atende os distritos.

“O contato é frequente com todas as forças de segurança e assim que começaram as informações sobre esse caso, rapidamente os agentes se dirigiram para o Alto da Serra foi possível efetuar essa prisão”, afirmou o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

O trio, de Duque de Caxias, foi acusado de furtar uma idosa em um supermercado no Centro. Depois, eles foram para o Alto da Serra, onde realizaram a compra de uma TV e produtos como alimentos, remédios, de higiene pessoal e roupas com um cartão furtado. Em seguida, eles tentaram realizar uma movimentação financeira em um banco, quando foram encontrados e presos. Na 105ª DP, foram identificados documentos de pelo menos 15 pessoas diferentes, o que levou a delegacia a abrir investigação sobre a participação deles em outros casos de furtos. Ainda foram apreendidos com eles R$ 3.841 em dinheiro, celulares e relógios. Os três tinham passagens anteriores pela polícia.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis