O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) termina nesta terça-feira a inseminação, nas urnas eletrônicas, dos dados dos candidatos a presidência da República e governo do estado do Rio, que vão disputar o segundo turno das eleições, no domingo. O processo também envolve os nomes dos 12,4 milhões de eleitores fluminenses.

Ao todo, 38.576 equipamentos estarão habilitados a partir de hoje, quando começarão a ser levados, sob forte esquema de segurança, para os quase 5 mil locais de votação, nos 92 municípios fluminenses. A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, divulgou carta aos brasileiros defendendo a segurança do sistema de votação.

De acordo com o Tribunal, outros 4.675 equipamentos vão estar disponíveis como contingência, caso seja necessária a substituição. No primeiro turno, o Estado do Rio foi um dos sete que mais apresentaram problemas. Na ocasião, 219 urnas tiveram que ser trocadas. Minas Gerais foi o campeão: 487 trocas.

Já os pontos de votação são os mesmos do primeiro turno, nas 165 zonas eleitorais, salvo alguma mudança de última hora. A votação começa às 8h e vai até as 17h deste domingo. Nos últimos dias, pelo menos 200 profissionais do TRE trabalharam na atualização das urnas, excluindo as vagas e nomes dos candidatos já eleitos. Em todo o país, 450 mil urnas serão usadas novamente.

No sábado, às 9h, será realizada, na sede do TRE-RJ, audiência pública para o sorteio de 15 urnas para a Auditoria de Votação Eletrônica. O procedimento é aberto ao público, imprensa, representantes de partidos políticos, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Trata-se de um dos mecanismos para comprovar a confiabilidade do sistema de votação eletrônica. Para tirar dúvidas, basta acessar www.tre-rj.jus.br.

Fonte: ODIA