Reprodução: Jairo Martins/Intertv

Transporte intermunicipal oferecido à paciente petropolitano é cancelado horas antes da consulta agendada Mãe do paciente precisou ameaçar denunciar para ser atendida

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Familiares de pacientes petropolitanos reclamam da desorganização nos serviços de vans que transportam pacientes atendidos em outras cidades. De acordo com a denúncia, a falta de comunicação e a superlotação dos carros seriam os tópicos mais importantes a serem resolvidos.

Uma mãe, que necessita levar periodicamente seu filho à consultas na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, agendou o serviço de transporte no inicio do mês, mas foi surpreendida um dia antes da viagem quando recebeu uma ligação do responsável pela reserva dizendo que o transporte foi cancelado. – “Ontem eles me ligaram cancelando, disseram que ele [se referindo ao seu filho] tava na fila de espera e não teria a vaga“, detalha a mulher.

Após reclamar com o rapaz, a declaração do atendente mudou: “... o menino desligou e ligou de novo dizendo que teve uma emergência e a van, que ele ia descer, estava mais vazia e teve que ser direcionada para Juiz de Fora, então os pacientes dela estavam na fila de espera…“, declarou a mãe que ficou sem alternativas para transportar seu filho até o atendimento médico.

Irritada, ela ameaçou denunciar o caso ao Ministério Público e somente desta forma conseguiu uma “vaga” na van para fazer a viagem. Seu filho viajará nesta quarta-feira (16) no colo já que não havia assento disponível no automóvel.

Questionamos à Prefeitura se a quantidade de veículos disponibilizados para a realização deste serviço é suficiente e o que está sendo feito para que os pacientes não percam as consultas em situações de emergência. Em nota a Secretaria de Saúde respondeu:

A Secretaria de Saúde conta com uma empresa contratada que faz o transporte de pacientes para consultas e exames em outros municípios. Cerca de 30 pessoas são atendidas diariamente com as viagens de ida e volta.

No caso citado, por se tratar de um bebê, foi recomendado que ele fosse transportado no colo de um responsável. Ele teve o transporte nesta terça-feira (16.10) e já está incluído na lista de passageiros para a próxima viagem, nesta quarta-feira (17.10)“.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.