Uma decisão de uma juíza federal, neste sábado, vai permitir novamente o ingresso de transexuais no serviço militar norte-americano, contrariando a decisão do presidente Donald Trump, que em julho deste ano proibiu transgêneros de fazer parte das Forças Armadas do país.

Segundo rede de televisão Euronews, a decreto foi uma resposta ao pedido de um grupo de soldados transexuais que denunciou a medida de Trump. O recurso foi apresentado pelo governo dos EUA, porém, foi negado pela Justiça. Na época, milhares de pessoas foram às ruas contra a decisão de Trump.

Os ingressos no serviço militar dos EUA será retomado a partir de janeiro.

Fonte: O Dia Online