Ane Souz

Tradicional Carnaval de Ouro Preto relembra história centenária de Jacubas e Mocotós Carnaval Patrimônio 2020, de Ouro Preto, divulga programação

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Ouro Preto segue apostando na tradição histórica para fazer um dos melhores carnavais de rua do país. Em 2020, o carnaval homenageia os 40 anos do título de Patrimônio Mundial da cidade, relembrando a antiga e divertida disputa centenária dos moradores, com o tema “Entre Jacubas e Mocotós”.

Jacubas e os Mocotós eram chamados os habitantes de Ouro Preto de acordo com a região em que residiam. De um lado, o bairro de Antônio Dias, com sua imponente Matriz de Nossa Senhora da Conceição, e os jacubas, como eram chamados seus moradores. De outro, o bairro do Pilar, ostentando sua Matriz de Nossa Senhora do Pilar, uma das mais ricas do país, e os mocotós, apelido dado pelos jacubas aos que ali viviam.

A historiadora e moradora de Ouro Preto, Deolinda dos Santos, explica a origem dos nomes dos grupos. “Jacuba é um tipo de farinha misturado com um pouco de gordura ou sal que é para o sustento do garimpeiro. Do outro lado, o mocotó é o caldo e representa as pessoas ricas”, diz.

E, no meio, a hoje Praça Tiradentes, palco de um dos mais tradicionais carnavais de rua do país, que atrai gente de todas as idades e dos quatro cantos do Brasil. Tudo organizado e mantido pelos moradores, que fazem questão de manter a tradição também no carnaval, mostrando que jacubas e mocotós, hoje em dia, não apenas se misturam, mas organizam juntos um dos melhores carnavais de rua do país.

A opção por um carnaval de rua inclusivo, gratuito e que valoriza a tradição é receita de sucesso há gerações. Tanto que o Zé Pereira dos Lacaios é o mais antigo bloco de sua modalidade no país. E segue arrastando crianças, adultos e até a terceira idade até hoje. “O bloco é uma das atividades do Clube dos Lacaios, que surgiu em Ouro Preto há 152 anos”, explica o presidente do Clube dos Lacaios, Arthur Nogueira.

E não só de Zé Pereira vive o carnaval de Ouro Preto. Outros, como a Bandalheira, o Vermelho e Branco, o Balanço da Cobra e o Sanatório Geral não deixam ninguém ficar parado nos cinco dias de folia momesca. Umas das organizadoras do Bloco Balanço da Cobra, Cida Zurlo, fala das expectativas para o carnaval deste ano. “O nosso bloco já soma 45 anos de história. Neste ano iremos para as ruas com nossa camiseta temática, com desenho e arte do artista plástico Carlos Bracher. A nossa expectativa é de que o movimento na cidade seja grande já que esse ano os blocos estão tendo mais espaço pelas ruas da cidade, o que deixa o carnaval muito mais animado”, revela Cida.

“O carnaval de Ouro Preto é o melhor carnaval de rua do país. É uma festa bonita, alegre, da qual podem participar todos, inclusive famílias e idosos”, diz o engenheiro Geraldo Malta, que apesar de morar em Vitória (ES), frequenta o carnaval ouropretano há mais de 50 anos.

Confira a programação: 

Dia 20 de fevereiro (quinta-feira)
Bloco “Os Conspirados”
Horário: 17h – Local: Praça Tiradentes (Centro)
Descrição: Bloco do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) da Prefeitura Municipal de Ouro Preto. Em 2020, o bloco comemora seus 20 anos.

Dia 20 de fevereiro (quinta-feira)
Bloco “Vermelho i Branco”
Horário: 20h \ Local: Bairro Rosário
Descrição: Bloco conhecido por sua história no bairro Rosário. Atualmente, reúne cerca de 5 mil foliões vestidos de vermelho e branco. O bloco sai pelas ruas ouro-pretanas ao som de marchinhas.

Dia 20 de fevereiro (quinta-feira)
Baile de Máscaras – Show Baianas Ozadas
Local: Largo do Cinema \ Horário: 23h
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Dias 20, 22 e 25 de fevereiro (quinta, sábado e terça)
Bloco “Zé Pereira do Club dos Lacaios”
Horário: 21h – Local: Praça Tiradentes (Centro)
Descrição: Agremiação carnavalesca em funcionamento mais antiga do país. Em 2020, o bloco completa seus 153 anos de história.

Dia 21 de fevereiro (sexta-feira)
Abertura Oficial do Carnaval 2020 – Show Banda Mikareteiros
Local: Praça Tiradentes \ Horário: 23h
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Dia 21 de fevereiro (sexta-feira)
Show do Grupo JPG – Formado pelo filho de Zé Ramalho e Amelinha.
Local: Largo da Alegria
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Dia 22 de fevereiro (sábado)
Bloco “Sanatório Geral”
Horário: 15h
Descrição: O bloco presta uma homenagem aos ilustres ouro-pretanos. Cidadãos que com suas ideias e posições marcaram a vida na cidade e passaram a fazer parte do imaginário de seus habitantes.

Dia 22 de fevereiro (sábado)
Show Banda Tianastácia e Cabrobloco
Local: Praça Tiradentes \ Horário: 18h
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Dias 23 e 24 de fevereiro (domingo e segunda)
Desfiles das Escolas De Samba
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Dia 24 de fevereiro (segunda)
Bloco “Balanço da Cobra”
Horário: 17h
Descrição: Com sátiras bem humoradas alusivas aos fatos ocorridos durante o ano, o bloco sai às ruas com muita criatividade. Os acessórios incluem cartazes, faixas e fantasias.

Dia 25 de fevereiro (terça)
Show Bartucada
Classificação: Livre para todos os públicos \ Entrada: Gratuita.

Como chegar a Ouro Preto
Há voos diários das capitais e principais cidades para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). De lá, pode-se optar por um serviço de transfer até Ouro Preto (táxi, uber, etc.) ou ir até o Terminal Rodoviário de Belo Horizonte e tomar um ônibus para Ouro Preto, que sai de hora em hora, a partir das 6h.
Do Rio, de São Paulo, de Brasília e de Vitória, há ônibus direto para Ouro Preto.

Onde ficar: a cidade possui excelente infraestrutura hoteleira, com opções para todos os gostos e bolsos.

www.ouropreto.org.br

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.