Neste fim de semana será realizada a segunda edição do Petrópolis Open 2019 de tênis. O evento internacional acontece entre sexta-feira (06.12) e domingo (08), na academia Locatelli, e vai contar com a participação de atletas renomados da modalidade, como Christian Lindell (Suécia), Júlio Silva (São Paulo), João Okano (Paraná) e Wilson Leite (Rio de Janeiro). Participam da competição profissional 14 tenistas, sendo oito de fora e seis da Cidade Imperial. O torneio, gratuito e aberto ao público, conta com o apoio do governo municipal através da Superintendência de Esporte e Lazer.

  Para enfrentar os atletas profissionais de fora, a organização do Petrópolis Open 2019 criou uma fase classificatória para incluir os petropolitanos. Diogo Soares, Alexandre Cury, Daniel Kreisher, João Vitor Pontes, Antônio Malla e Stanley Olívio foram os classificados. A ideia do evento é incentivar também novas gerações a se interessarem pela modalidade, que começou em Petrópolis ainda no século passado.

“Temos procurado apoiar e incentivar todo tipo de esporte na cidade, inclusive apoiando eventos particulares, porque a união com a iniciativa privada é fundamental para o desenvolvimento da nossa cidade. É um incentivo ao esporte e ainda movimenta nossa economia, com a presença de atletas de outras cidades”, frisou o prefeito Bernardo Rossi.

 Segundo o professor e diretor-geral da competição, Roberto Edler, a ideia da competição é continuar incentivando o crescimento do esporte na cidade. “Apesar de estar fora do calendário da ATP, a nossa competição é uma das principais do Estado e em três anos será de todo o país. Estamos trazendo atletas de nível profissional, além de atletas da cidade”, disse.

Desde o ano passado, o torneio está no calendário esportivo da cidade. Segundo o superintendente de Esportes e Lazer, Leandro Kronemberger, o tênis é mais uma modalidade que conta com o apoio da atual gestão municipal. A programação completa está no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“A nossa gestão fez pelo esporte em quase três anos aquilo que não foi feito nos últimos 30 anos. A diversidade de atividades oferecidas também contribui com a economia de uma maneira em geral. Em dois anos, estimamos que cerca de 10 mil turistas estiveram presentes nos eventos esportivos realizados”, explica o superintendente.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis