A diretoria do tradicional Tijuca Tênis Clube abriu negociação com a empresa BR Malls para a construção de um shopping que transformará o local em um complexo comercial integrado com as áreas de lazer.

Um grupo de associados não ficaram satisfeitos e criaram a Associação Não Queremos Shopping no Tijuca Tênis Clube. De acordo com eles, a comunidade de conselheiros e sócios proprietários não foi ouvida.

A direção alega que a proposta ainda será analisada por conselhos e depois irá a votação em uma assembleia geral com os sócios. Na proposta o Tijuca Tênis Clube ficaria integrado ao centro comercial. As quadras de tênis, campos de futebol, piscinas e quadra poliesportiva seriam mantidas, mas dispostas de formas diferentes.

Temos oito quadras de tênis. Na proposta, quatro ficam no chão e quatro suspensas. Nosso ginásio se tornará uma arena do nível NBA, multiuso. Os campos de futebol provavelmente subirão. O parque aquático ficará aberto igual a hoje, lá no alto. Como clube, não muda nada. Ele ficaria integrado ao shopping. Um clube dentro do shopping ao invés de um shopping dentro do clube. Mas é uma proposta embrionária”, afirmou Edvaldo Ramos, vice-presidente de Marketing e Comunicação do clube.

Crédito da foto: Marcos Ramos / Agência O Globo