Com uma oferta de ônibus 20% maior em 2017, comparada a 2016, a CPTrans está buscando mais alternativas para melhorar a mobilidade do município com a mudança de itinerários que diminuem o tempo de viagem das linhas de ônibus. Nesta quinta-feira (05.04) foi testada mais uma delas na Avenida Tiradentes. A equipe alterou o posicionamento do estacionamento rotativo, disponibilizando o lado oposto da via para a parada dos carros. Com isso, 60 ônibus da Cidade Real e Petro Ita utilizaram a faixa do canto, próximos ao rio para seguir da Avenida da Imperatriz em direção à Koeler.

Se os efeitos dos testes forem esperados, a expectativa é que 240 viagens de ônibus tenham o tempo reduzido entre o Centro e o bairro. “Ou seja, melhor qualidade na oferta de ônibus”, afirma o presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

O teste na Avenida Tiradentes, que também foi realizado na quarta-feira (04.04), tem a intenção de verificar se com a alteração o tempo de viagem das linhas que realizam este itinerário é menor que o caminho feito se utilizado a Raul de Leoni e a Avenida Ipiranga.

A expectativa em torno do teste ocorre após a CPTrans ter conseguido, em dezembro de 2017, resultados positivos na economia de tempo dos ônibus da linha 700 (Terminal Itaipava) após a mudança de itinerário com a linhas 600 (Terminal Corrêas).

Os dados do GPS dos ônibus apontam que a mudança de itinerário da linha 700 no horário de pico resultou em uma economia média de 6 minutos no trajeto até o distrito de Itaipava, em comparação ao percurso anterior em que a linha passava pela Alberto Torres. Na prática, significa dizer que o tempo médio dos ônibus nesse trajeto era de 14m30s e com a mudança passou a 8m18s, uma redução de 43%, em 123 viagens.

“Caso os resultados dos testes realizados nesses dois dias sejam positivos também temos a expectativa de estendermos esse itinerário para linhas de ônibus da Turb e da Cascatinha no futuro. Após esse primeiro momento vamos analisar todos os resultados obtidos, considerando os dados coletados pelos nossos engenheiros de trânsito, o sistema de GPS dos ônibus e também dos agentes de trânsito. Temos atuado de maneira firme para melhorar a mobilidade do município. Os dados de 2017 aponta que houve 12.300 viagens a mais de ônibus que em 2016, isso se deve a ação firme de fiscalização em cima das empresas de transporte”, destaca Maurinho Branco.

Ao longo do 2016, as cinco empresas autorizadas a funcionar na cidade receberam 1.661 multas, a maioria delas, 1.305, foi como punição por deixar de realizar viagem determinada. Petrópolis conta com 350 ônibus em operação e transportou 50 milhões de passageiros por 25 milhões de quilômetros percorridos – o suficiente para dar duas vezes a volta na Terra. Petrópolis tem, atualmente, um ônibus saindo de seus pontos finais a cada 12 segundos.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis