Terremoto de 6.9 de magnitude é registrado no arquipélago São Pedro e São Paulo — Foto: Reprodução Labsis/Google

Terremoto de 6,9 atinge oceano Atlântico, perto de Fernando de Noronha

No último dia 30 de agosto outro tremor de magnitude 6.5 já havia sido registrado no local.

Um tremor de magnitude 6.9 foi registrado na noite desta sexta-feira (18) no Atlântico, próximo ao arquipélago São Pedro e São Paulo, próximo de Fernando de Noronha e a quase 1 mil quilômetros de Natal. O evento foi confirmado pelo Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis/UFRN), que captou a atividade às 21h43.

No último dia 30 de agosto outro tremor de magnitude 6.5 já havia sido registrado no local. De acordo com o geólogo Eduardo Menezes, que integra a equipe do Labsis, os tremores nessa região são comuns. “É o próprio movimento oceânico, de separação dos continentes, que causa esses tremores”, disse.

Ainda segundo o geólogo, apesar da magnitude do tremor, não há risco de tsunami já que, para que isso ocorra, de forma perceptível, é preciso ter magnitude acima de 7.5 e o movimento na falha sísmica tem que ser do tipo reverso ou normal, o que causaria um levantamento ou afundamento brusco do soalho oceânico. De acordo com o Labsis, no caso do evento no arquipélago o movimento da falha sísmica é do tipo transcorrente – um tipo de movimento em que há somente deslizamento horizontal de um lado da falha em relação ao outro.

O epicentro do evento foi localizado a aproximadamente 282 km a leste de São Pedro e São Paulo, a 816 km a nordeste de Fernando de Noronha, a 1.184 km a nordeste de São Miguel do Gostoso, a 1.193 km a nordeste de Natal, a 1.338 km a norte-nordeste de Recife e a 1.405 km a nordeste de Fortaleza.

Ainda de acordo com o Labsis, dada a magnitude do tremor é de se esperar que novas réplicas venham a ocorrer nas próximas horas, ou mesmo dias.

Fonte: G1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também