Teresópolis tem 52 casos suspeitos de coronavirus

A Secretaria Municipal de Saúde de Teresópolis informa que, no momento, há 52 casos suspeitos de coronavírus em investigação na Divisão de Vigilância Epidemiológica do município. Não há nenhum caso de COVID-19 confirmado no município.

Nos casos indicados pelo protocolo nacional do Ministério da Saúde, ou seja, 32 pacientes foram colhidos materiais para exame, enviados ao LACEN-RJ. Entretanto, todos os pacientes estão em isolamento domiciliar supervisionado pelo Serviço de Atenção Domiciliar (SAD).

O Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria Estadual de Saúde foi devidamente notificado dos casos e segue apoiando tecnicamente a DVE – Teresópolis.

A vigilância epidemiológica permanece em atenção, contando com apoio das Unidades Hospitalares, da UPA 24h, das Unidades Básicas e do SAD.

Diante de algum sintoma como angústia respiratória ou febre, moradores de Teresópolis devem procurar uma unidade hospitalar conveniada ao SUS.

Informações podem ser obtidas na Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Júlio Rosa, 366 ou através do telefone 2742-9883, de 2ª a 6ª feira, ou nas Unidades Primárias de Saúde, onde as equipes podem informar e orientar a população sobre todos os aspectos da infecção pelo COVID-19.

É importante destacar que a responsabilidade de prevenir a COVID-19 é de todos. Toda a população deve seguir mantendo as medidas higiênicas essenciais para conter a contaminação pelo novo Coronavírus e para o enfrentamento da doença como se deve: com informação, ações efetivas e participação da sociedade.

O Prefeito Vinicius Claussen publicou decreto (5.255), com plano de contingência, contendo medidas preventivas que visam combater a disseminação do novo coronavírus. Foi criado o Comitê de Crise que acompanha 24 horas a evolução do avanço do Coronavírus, seguindo sempre as diretrizes da Secretaria de Estado de Saúde e do Ministério da Saúde. A Gestão Municipal reforça que a população precisa obedecer às restrições preventivas determinadas para que a COVID-19 não avance, causando prejuízos irreparáveis em nosso município.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também