Teresópolis recebe o título de Capital Estadual da Agricultura Familiar

Atividade é alvo de projeto que une Prefeitura e Unifeso no diagnóstico da agricultura para a construção de políticas públicas para o setor.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Foi aprovado na terça-feira (17), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o Projeto de Lei 3803/2021, de autoria do Deputado Estadual Eurico Junior (PV), declara o município de Teresópolis como Capital Estadual da Agricultura Familiar. Segundo o parlamentar, a iniciativa foi tomada a pedido do Vereador de Teresópolis, Fidel Faria (PV).

“A agricultura familiar possui um papel fundamental e estratégico na economia da cidade, uma das mais dinâmicas e diversificadas do estado. Ela gera empregos e renda e impactos positivos tanto na economia quanto no turismo e nas demais atividades do meio rural”, justificou o deputado.

De acordo com informações do Vereador Fidel Faria, os números que mais chamam a atenção na agricultura do município se referem à produção de alface – mais de 250 mil toneladas anuais, numa área de cultivo de mais de 9.500 hectares, área correspondente a quase metade de todo o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (com 20 mil hectares).

“Título mais que merecido para o município! A nossa agricultura mostra a sua grandeza com uma produção diária expressiva que movimenta a economia local, regional e estadual, garantindo alimento nas nossas mesas. Agradeço ao Deputado Estadual Eurico Junior e ao Vereador Fidel Faria pelo reconhecimento. Inclusive, a potência agrícola de Teresópolis é meta do projeto Proteger Teresópolis Rural, uma realização do Centro Universitário Serra dos órgãos (UNIFESO) em parceria com a Prefeitura, que pretende mapear a atividade agrícola, construir uma ampla base de dados pormenorizada do setor e colaborar com a construção de políticas públicas e privadas para o desenvolvimento da nossa agricultura”, assinala o Prefeito Vinicius Claussen.

Dados oficiais preliminares captados pelo Projeto Proteger Teresópolis Rural destacam o município como o maior produtor de hortaliças no estado do Rio de Janeiro (Emater-Rio 2017). Em 2018, foi apontado como o 2º maior PIB da Região Serrana e o 1º colocado no PIB do setor agropecuário (Observatório do Trabalho-RJ 2021). São 3.492 estabelecimentos entre lavouras permanentes e temporárias e a produção de flores, com 8.094 pessoas lotadas (IBGE 2017) e 4.879 produtores rurais, com uma produção de 160.707 toneladas/ano e faturamento superior a R$ 178,5 milhões de reais (Relatório de Acompanhamento Sistemático da Produção Agrícola da Emater-Rio – 2020).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.