Jorge Maravilha

TERESÓPOLIS: Estudantes aprendem e se divertem na Caravana da Ciência Projeto pode ser visitado até sexta (20), na Praça Olímpica

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Trinta e três escolas públicas e particulares já agendaram a visita de seus alunos à Caravana da Ciência. O centro de ciências itinerante está montado na Praça Olímpica Luís de Camões, na Várzea, com carreta adaptada com exposições, planetário inflável e tenda com jogos e experimentos científicos interativos. O agendamento pode ser feito pelo e-mail da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia: [email protected],

Até esta quinta (19), a visitação acontece das 9h às 16h. Na sexta-feira (20), último dia do projeto na cidade, o público poderá participar das atividades de 9h às 12h.

Projeto da Fundação Cecierj (Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro), vinculada à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, a Caravana da Ciência está na cidade por iniciativa das Secretarias Municipais de Ciência e Tecnologia e de Educação.

São apoiadores do evento a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Polo Gastronômico de Teresópolis.

Muitas atividades

Uma das atrações preferidas da garotada é o girotec, giroscópio humano que desafia o equilíbrio do participante e simula ausência de gravidade. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente também participa divulgando a biodiversidade do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis e realizando a atividade interativa ‘Qual é o bicho?’, na qual o aluno tem que identificar um animal através de dicas de suas características físicas.

“Muito bacana ver a ciência e a tecnologia, que são vocações do município, sendo despertadas nos alunos das redes municipal e privada de ensino. A orientação do Prefeito Vinicius Claussen é que a gente trabalhe essas áreas como vetores de geração de empregos e de conhecimentos”, avalia Vinicius Oberg, secretário municipal de Ciência e Tecnologia.

Para a coordenadora da Caravana da Ciência, Jéssica Norberto Rocha, são muitas atividades para participar até sexta-feira. “Temos exposições interativas de várias áreas do conhecimento, como a de Biologia, que trabalha com animais marinhos, peçonhentos e insetos. Temos ainda as áreas de Geologia e Paleontologia, com uma coleção do Museu Ciências da Terra. Há o planetário inflável, o girotec e alguns equipamentos na área de Física. Queremos mostrar que ciência é divertida e interessante e que é possível aprender em qualquer lugar e com qualquer idade”, relatou.

Saber fora da sala de aula

Aluno do 9º ano do Cerom (Centro Educacional Roger Malhardes), no bairro de São Pedro, Wesley Aquino aproveitou as atividades da Caravana da Ciência. “É uma experiência nova, estamos aprendendo muitas coisas fora da sala de aula”, opinou.

A secretária Yara de Oliveira Almeida acompanhou o filho Gabriel, de 9 anos, aluno do Centro Educacional Mulher de Pedra, na Várzea, e aprovou o evento. “Desperta o interessa da criança, é uma forma bem interessante de aprender fora da escola. É diferente do dia a dia em sala de aula”, elogiou.

Para a professora Rosangela Alves de Castro, do Cerom, ver os experimentos é a melhor forma de incentivar a aprendizagem. “Saímos da teoria e trazemos os alunos para a prática. Fundamental a Caravana da Ciência para que os alunos aprendam mais sobre o universo e sobre eles próprios”, pontuou.

Crédito da foto: Jorge Maravilha

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.