O tempo abriu em alguns pontos de Belo Horizonte e o sol chegou a aparecer nesse fim de tarde. Mas, ainda assim, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) manteve alerta de chuvas no decorrer da noite de sábado (17) e madrugada de domingo (18).

Boletim da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) prevê para este sábado mais chuvas em praticamente todo o estado. Na capital, Belo Horizonte, onde três pessoas morreram após os fortes temporais registrados nos últimos dias, a previsão é de céu nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas.

A Defesa Civil de Belo Horizonte informou que, neste momento, registra gradativo aumento da instabilidade atmosférica e que está mantida a possibilidade de chuva nas próximas horas.

O céu também permanece nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, nas regiões noroeste, norte e central e no Rio Doce. Nas demais regiões de Minas, a previsão é de céu nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas.

Vítimas

A estudante Anna Luísa foi a quarta vítima confirmada das fortes chuvas que atingem a capital mineira desde a última quinta-feira. A jovem deve ser sepultada na tarde de hoje no Cemitério Bosque da Esperança.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais encontrou, na manhã de ontem (16), o corpo de um homem que pode ter se afogado ao tentar atravessar o córrego que corta uma ocupação de sem-teto na região da Mata do Izidoro, no bairro Jaqueline, região norte de Belo Horizonte.

Uma mulher de cerca de 40 anos e sua filha morreram afogadas ontem dentro do próprio carro, que foi arrastado até a linha férrea do metrô pela correnteza junto com outros veículos em uma rua do distrito de Venda Nova.

A prefeitura de Belo Horizonte divulgou um balanço atualizado de 12h30 de quinta-feira até as 16h30 de sexta-feira com 110 ocorrências registradas. Foram registrados, nesse período, na capital mineira, 16 pontos de enchentes ou inundações e 45 pontos de alagamento.

Fonte: EM GERAIS