Taxa de regularização do rotativo repercute entre os vereadores

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Projeto de Lei de autoria do vereador Jamil Sabrá Neto (PDT), que regulamenta o estacionamento rotativo no município de Petrópolis, aprovado em primeira discussão na Câmara Municipal no mês de outubro, aguarda nova sessão para discussão dos vereadores.

No projeto a taxa de regularização, deixará de ser uma diária e passará a ser cobrado apenas o valor utilizado pelo usuário.

Com a proximidade desta segunda reunião, onde a taxa de regularização do estacionamento rotativo poderá ser extinta, caso o projeto seja aprovado, os ânimos na Câmara estão se acirrando, visto a repercussão do tema na cidade.

Alguns vereadores se pronunciaram nesta terça-feira (26) sobre o caso. O vereador Marcelo Chitão (PTB) disse discordar da taxa.

Eu já votei contra esta taxa, a favor do projeto, porque considero uma taxa sem fundamento. Uma taxa exagerada, mais uma despesa para os cidadãos petropolitanos. Sou totalmente contra esta taxa”, disse Chitão.

O vereador Hingo Hammes (PTB) também se pronunciou. “Em primeira discussão nós votamos favoravelmente ao projeto, entendemos que a taxa é uma taxa abusiva ao petropolitano. Por esse motivo que nós votamos a favor do projeto que agora está tramitando para votar na segunda discussão, posteriormente sansão do prefeito”.

Além destes, já declamaram apoio ao projeto os vereadores: Gilda Beatriz (MDB), Marcelo Lessa (SD), Marcelo da Silveira (PSC) e Ronaldo Ramos (PSB).

O assunto da “taxa de regularização” ganhou força após a criação da Comissão Especial que analisa o contrato de subconcessão de estacionamento na cidade. Segundo Jamil Sabrá, a taxa cobrada quando o motorista excede o tempo do estacionamento, que hoje é de R$ 42 reais, é abusiva.

Às vezes por um descuido ou porque se atrasou numa fila de banco, o usuário é taxado em R$ 42 reais e, caso não pague, isso vira uma multa de trânsito”, disse Jamil.

A Câmara Municipal irá receber, nesta quinta-feira (28), as 14h, o presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Jairo da Cunha Pereira, e um representante da Sinal Park, para apresentar o projeto e discutir alguns pontos. O projeto deve entrar em sessão no plenário, para votação na segunda discussão, no mesmo dia.

 

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.