São mais de 200 pessoas, entre atletas, comissões técnicas, arbitragem e dirigentes, participando diretamente da divisão especial da Taça Brasil sub-20 de futsal, que acontece no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no Caxambu. Além de fomentar a prática da modalidade e ajudar no desenvolvimento dos jogadores da cidade, o evento deve injetar R$ 500 mil na economia do município, contribuindo no aumento da ocupação da rede hoteleira, na venda do comércio e na procura pelos atrativos turísticos. A competição também gerou 15 empregos temporários, com a contratação de profissionais de limpeza, segurança e staff.

A Taça Brasil conta com nove equipes de oito estados – somente o Rio de Janeiro, por ser sede, conta com dois clubes – sendo o principal torneio de nível nacional da categoria sub-20 no país. Times tradicionais, como o Corinthians (SP) e o Sport (PE), estão com seus jogadores e profissionais na competição. Os jogos da primeira fase terminam na quinta-feira (30.08) e a grande final acontece no sábado, dia 1º de setembro, às 10h.

“Os eventos esportivos movimentam as cadeias hoteleiras, gastronômicas e o próprio comércio. Nos seis dias de evento, aproximadamente 200 atletas ocuparam cem quartos e essas pessoas estão aproveitando a estadia na cidade para conhecer os pontos turísticos e os polos que já são conhecidos pelos visitantes, como Rua Teresa e Bingen. A movimentação financeira também é percebida pelos vendedores do comércio de rua. A expectativa é de que o evento tenha injetado cerca de meio milhão na economia da cidade”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis, Marcelo Fiorini.

Os comerciantes do Caxambu estão sentindo o aumento no movimento gerado pela Taça Brasil. Cleuza Helena Condolo, dona de uma mercearia que fica próxima ao CIE, conta que as vendas de comida e bebida estão acima do esperado. A melhora no tempo, já que o sol voltou a aparecer na cidade, também ajudou, na visão dela.

“Como a gente fica bem do lado, o pessoal procura comida e bebida, sempre chegam aqui para comer alguma coisa. O movimento aumentou sim, a gente espera que permaneça assim até o final no sábado, ainda mais com esse sol que voltou a fazer aqui na cidade”, disse.

Os moradores do bairro Caxambu estão satisfeitos com o CIE e comemoraram a disputa da Taça Brasil na comunidade. José Luís Rodrigues dos Reis, de 13 anos, e Ramon Adriano da Silva Martins, de 14, estudam de manhã na Escola Municipal Senador Mário Martins e colaboram secando a quadra durante as partidas da competição. Sorridentes, eles contam que já ganharam camisas dos jogadores.

“O pessoal do Corinthians me deu uma camisa e agradeceu a ajuda na quadra. Vou ganhar também do time do Serp, já me prometeram. É muito legal estar perto desses jogadores, sonho em um dia ser como eles. Pra mim também é importante cuidar dessa quadra, quero fazer muitos gols aqui e quem sabe me tornar um jogador”, contou Ramon, que joga futebol de campo no Carangola na categoria sub-15.

Além dos benefícios para o bairro, as equipes que vieram para Petrópolis estão se planejando para conhecer mais sobre a cidade, buscando atrativos turísticos para o fim de semana, após o encerramento do torneio. O treinador do Educar (SE), Clébio Bastos, ressalta que a importância dos atletas aprenderem mais sobre as cidades que jogam os campeonatos.

“Estamos em uma cidade muito bonita, com uma história muito importante para o país, então vamos aproveitar para aprender um pouco sobre a história de Petrópolis. Nossa equipe está focada na competição, mas, após o encerramento dos jogos, vamos aproveitar a viagem e conhecer a cidade”, afirma.

Meeting de Futsal ajuda no desenvolvimento de atletas e profissionais da cidade

Também como parte da programação da Taça Brasil, foi realizado o I Meeting Serrano de Futsal, que discutiu sobre treinamento e performance, conceitos de jogo e gestão e estrutura da modalidade. Participaram 110 professores de educação física da cidade que desejam trabalhar com o esporte. Com apoio aos eventos, a prefeitura colabora no fortalecimento da modalidade dentro do município.

“O nosso trabalho busca o fomento ao esporte nas comunidades do município. A presença das maiores equipes de futsal do país na nossa cidade é mais uma forma de incentivo para os jovens que praticam a modalidade em Petrópolis”, garante Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer, lembrando que a competição no CIE será aberta ao público.

“Muitos jovens no Caxambu praticam futsal nos clubes da cidade. É importante que todos acompanhem as partidas, será uma oportunidade de aprendizado e crescimento. A gente acredita muito no potencial da cidade em receber eventos desse porte e estamos oferecendo a estrutura necessária para que tudo ocorra da melhor maneira possível”, completa Hingo.