A Guarda Civil fez a prisão em flagrante de um homem que tentou roubar o celular de um estudante na Rua Benjamin Constant, no Centro. Mesmo de folga, o agente Paulo Henrique Raybolt interveio na tentativa do assalto, que ocorreu na manhã desta segunda-feira (29.10), por volta de 7h, quando levava a filha para a escola.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Petrópolis, a maior presença e a valorização dos guardas, determinadas pelo prefeito Bernardo Rossi, são fundamentais para aumentar a segurança no município. A equipe do Município acrescenta que, desde o ano passado, a Guarda Civil tem mantido uma rotina diária de colocar 30 homens na rua para atuação no Centro e arredores e mais 10 em atividade na 2ª Inspetoria, que atende os distritos. A Guarda também coordena o Centro Integrado de Operações que já mantém 56 câmeras em funcionamento em tempo real.

“A prefeitura busca cobrir cada vez mais locais e proporcionar a segurança à população, com mais homens nas ruas e também com monitoramento, usando a tecnologia como aliada. Para isso, estamos sempre buscando oferecer as melhores condições para o trabalho dos mais 200 agentes que se revezam noite e dia para proteger a nossa cidade”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Em menos de dois anos, a prefeitura realizou a manutenção da frota que atende a corporação, comprou equipamentos para a sede, está renovando os uniformes e vai conceder a incorporação do abono por atividade operacional ao salário de 210 guardas.

“São esses investimentos que possibilitam que a Guarda esteja cada vez mais presente e motivada a realizar o trabalho pela segurança do município”, destaca o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni, que vai intensificar as rondas de patrulhamento que já são feitas normalmente no local do crime.

O assaltante informou em depoimento ser do Caxambu. Ele tentou roubar o celular da vítima, de 14 anos, na porta da escola onde estuda e entrou em luta corporal com o adolescente. O guarda civil interveio nesse momento, conteve o homem, de 30 anos, e acionou uma viatura da corporação, que conduziu para 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro. Ele estava foragido, tem passagens por tráfico e roubo e será transferido para um presídio no Rio. O jovem sofreu escoriações leves, prestou queixa e fez exame de corpo de delito.

O agente Paulo Henrique Raybolt está há 11 anos na Guarda. Ele é dos agentes da Ronda Escolar e sabe como lidar em caso de brigas entre adolescentes – no entanto, conseguiu perceber logo de imediato que a situação era diferente e, por isso, agiu imediatamente.

“Não sei se instinto de guarda ou de pai, pois estava passando com a minha esposa no carro e estávamos levando nossa filha para escola. E ver o adolescente rolando no chão e percebendo que não era briga de adolescente, a reação foi imediata: desci do carro para resolver a situação”, contou o agente.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis