Divulgação

Suplementos alimentares e a relação com o fígado e os rins O estudo foi realizado com 594 frequentadores de academias e os resultados da pesquisa demonstraram diferenças no perfil da prática de exercícios físicos de homens e mulheres praticantes de academias.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde – Mestrado e Doutorado (PPGPS), em parceria com o Laboratório de Nutrição Experimental do curso de Nutrição da Unisc, divulga os resultados da pesquisa Uso de Suplementos alimentares na prática esportiva em academias: efeitos sobre a composição corporal, danos renal e hepático, acidose sanguínea, citotoxicidade e estabilidade genômica.

A dissertação de mestrado e os resultados da pesquisa foram apresentados pela mestranda Diene da Silva Schlickmann, no dia 27 de fevereiro, tendo a banca avaliativa contada com a presença dos professores e Silvia Isabel Rech Franke (orientadora), Jane Dagmar Pollo Renner (coorientadora), Cézane Priscila Reuter (Unisc) e Carlos Ricardo Maneck Malfatti (Universidade Estadual Centro Oeste do Paraná).

O estudo foi realizado com 594 frequentadores de academias e os resultados da pesquisa demonstraram diferenças no perfil da prática de exercícios físicos de homens e mulheres praticantes de academias. Foi constatada uma elevada prevalência no consumo de suplementos alimentares pelos homens, assim como a autossuplementação. Os suplementos mais consumidos por ambos os sexos foram Whey protein, Creatina e BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada). Dentre as modalidades mais praticadas nas academias de ginástica de Santa Cruz do Sul, destacou-se a musculação e a prática de exercícios físicos. O fato que mais chamou a atenção dos pesquisadores foi a autossuplementação pelos praticantes de academias do sexo masculino e a maior prevalência de alterações nos marcadores bioquímicos da função hepática e renal entre os homens.

O estudo ressalta a importância da orientação e prescrição de um profissional capacitado para o consumo de suplementos alimentares entre praticantes de academias, a fim de evitar e minimizar o possível comprometimento de fígado e rins.

 

Fonte: UNISC

Crédito da foto: Divulgação

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.