Rio de Janeiro - RJ - 30/06/2021 - Vanessa Silva de Oliveira Marcelino. Linha de credito do SuperaRJ via AgeRio.Foto: Luis Alvarenga

SuperaRJ chega a R$ 43 milhões em créditos concedidos a micro e pequenos empresários

Cerca de 4 mil empreendedores foram atendidos com as linhas de financiamento da AgeRio.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O programa SuperaRJ atingiu uma nova marca nesta semana. Foram concedidos R$ 40 milhões em créditos a 4 mil micro e pequenos empresários. A AgeRio (Agência Estadual de Fomento) liberou os empréstimos para microempreendedores individuais, autônomos e profissionais informais; e para micro e pequenas empresas.

– A cada marca alcançada temos a certeza de que o governo está no caminho certo, ajudando aqueles que mais fazem a nossa economia girar. Os pequenos empresários são os que mais geram empregos, principalmente no setor de serviços. É uma satisfação muito grande ver que as linhas de crédito do SuperaRJ já chegaram em mais de 80 cidades do Rio de Janeiro – afirmou o governador Cláudio Castro.

Em todo o estado, as 10 cidades fluminenses que mais tiveram contratos aprovados foram Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Belford Roxo, Nova Friburgo, Niterói, Magé, São João de Meriti e Nilópolis. A expectativa do Governo do Estado é autorizar R$ 300 milhões em empréstimos por meio do programa nos próximos meses.


Entre os principais segmentos já beneficiados estão: comércio varejista de artigos do vestuário, lanchonetes, restaurantes, padarias, atividades de contabilidade, manicure/pedicure, cabeleireiro(a), costureiro(a), serviços de organização de feiras e congressos.

– Estamos conseguindo alcançar as metas estabelecidas. As condições são muito atrativas, juro zero e carência mínima de seis meses. Então conseguimos avançar e auxiliar o pequeno e médio empreendedor fluminense a se reerguer – explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah.

Até R$ 50 mil em financiamentos

Os empréstimos atendem a micro e pequenas empresas; cooperativas e associações de pequenos produtores; microempreendedor individual; agricultores familiares; profissionais autônomos, inclusive agentes e produtores culturais; empreendimentos da economia popular solidária; empreendedores sociais, empreendedores que atuam em comunidades e negócios de impacto social.

– A partir do crédito operacionalizado pela AgeRio, os empreendedores podem manter os seus negócios e gerar empregos. Além disso, a economia do interior também se fortalece, uma vez que estamos assinando contratos com empreendedores de diversas cidades fluminenses – explicou o presidente da AgeRio, André Vila Verde.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.