Estudantes de engenharia e de arquitetura da Universidade Estádio de Sá e da Universidade Católica de Petrópolis já podem se inscrever no SOS Chuvas, programa da prefeitura que busca impedir o avanço das ocupações e construções irregulares na cidade, com objetivo de reduzir os prejuízos causados pelas chuvas de verão. Os alunos interessados devem procurar a direção dos seus respectivos cursos para se cadastrarem no estágio. O número de vagas será definido pelas coordenações das instituições de ensino, que encaminharão para as secretarias de Defesa Civil e Ações Voluntárias, Meio Ambiente e Obras, os universitários que se candidatarem.

As ações do SOS Chuvas são direcionadas para os trabalhos de articulação e mobilização comunitária, com a distribuição de panfletos informativos e de orientação; fiscalização e controle da ocupação desordenada e fiscalização de proteção ambiental. Cada setor da prefeitura vai utilizar os universitários dentro da sua atribuição, sempre acompanhado de um responsável técnico. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, ressaltou a importância de criar uma cultura preventiva aos desastres de origem natural em Petrópolis.

“Em campo, os estagiários vão além da sala de aula e terão experiências profissionais inesquecíveis, que jamais teriam apenas dentro da universidade. Além disso, poderão exercer a solidariedade, tendo o privilégio de trabalhar por quem mais precisa na cidade onde vivem e estudam. É uma oportunidade única, de desenvolvimento acadêmico e como ser humano”, disse o secretário de Defesa Civil, explicando também que os estudantes irão trabalhar nas ações de prevenção aos desastres de origem natural da pasta.

Já os estagiários da Secretaria de Obras vão trabalhar no disque-denúncia do Núcleo de Fiscalização de Obras Particulares (NUFIC). Os estagiários vão receber as informações sobre novas construções irregulares e auxiliarão os fiscais da Secretaria nas incursões comunitárias de fiscalização e de licenciamento. A população pode denunciar no telefone: 2233-8183. Na Secretaria de Meio Ambiente, os estudantes irão reforçar o efetivo do setor de proteção ambiental do município.

O programa SOS Chuvas foi criado no ano passado, pelo prefeito Bernardo Rossi, com o objetivo do trabalho integrado entre as secretarias com o objetivo de impedir o avanço das ocupações e construções irregulares na cidade, e reduzir os danos humanos, materiais e ambientais, além dos prejuízos socioeconômicos causados pelas chuvas de verão.

“O foco do programa é a não expansão das áreas de risco no município. Os estagiários trabalham justamente com a fiscalização, mobilização e conscientização comunitária”, completa o Secretário de Defesa Civil.