Sindicato projeta reaquecimento da economia e contratações para hotéis e restaurantes

Categoria acredita que abertura dos pontos turísticos vai impulsionar setor ainda neste ano

O Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis está projetando um reaquecimento da economia com contratações para hotéis e restaurantes ainda neste ano. A expectativa é baseada no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontou agosto como o primeiro mês de 2020 com mais contratações do que demissões. A entidade acredita que a abertura dos pontos turísticos no Centro, no dia 8 de outubro, vai impulsionar ainda mais o setor.

“É importante que haja esta retomada do setor turístico para evitarmos uma forte recessão e, consequentemente, aumento do desemprego. Sabemos que o turismo é um dos pilares da economia na cidade, movimentando ainda outros setores, como serviços e comércio”, afirma Germano Valente, presidente do Sindicato.

Segundo ele, aumentou a procura de turistas por Petrópolis. Também cresceu a movimentação nos bares e restaurantes. Todas as atividades estão seguindo os protocolos de segurança contra a covid-19 orientados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Sabemos que todos os cuidados devem ser tomados neste momento de pandemia e não estamos medindo esforços para adotar as medidas necessárias para proteger tanto os clientes quanto nossos colaboradores”, diz Germano.

Importante ressaltar que os atrativos turísticos deverão seguir o protocolo autorizado pela Vigilância Sanitária. Entre as principais determinações está o limite de 50% de visitantes nos ambientes fechados, além de todas as outras medidas de prevenção ao coronavírus, como disponibilização de álcool em gel, distanciamento e uso obrigatório de máscaras.

Germano aponta ainda que a procura por Petrópolis neste momento se dá por diversos motivos, entre eles o fato de a cidade ter um índice relativamente baixo de contaminação por covid-19 quando comparado com outras cidades da Região Serrana do Rio, como Nova Friburgo e Teresópolis, por exemplo. Além disso, ressalta a segurança, outro ponto positivo do município.

Ele destaca também que a expectativa para o setor é de que esses primeiros meses após a flexibilização do isolamento sejam mais promissores para o turismo regional de carro, atraindo moradores de cidades ou Estados próximos, como da própria capital do Rio e de Minas Gerais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também