Uma simulação de socorro de acidentes de trânsito em plena a Praça D. Pedro promete chamar a atenção de motoristas e pedestres durante a atividade programada para o próximo dia 10 de maio, às 10h. A ação proposta pela CPTrans está dentro das atividades do Maio Amarelo e vai envolver Corpo de Bombeiros e Polícia Civil no encenação que vai envolver sete atores, um carro e uma moto. A intenção com a cena é mostrar o quão devastador um acidente de trânsito pode ser na vida das pessoas envolvidas.

A cena vai simular um acidente envolvendo um carro com cinco pessoas dentro e uma motocicleta com outras duas pessoas. Na ação, uma das pessoas que está na motocicleta não vai resistir aos ferimentos e vai “morrer” ainda no local do acidente. Além dos atores, a cena vai contar com bombeiros e policiais, além de agentes de trânsito fazendo o fechamento da via para tornar a cena a mais real possível.

“Essa ação quer impactar as pessoas pelo seu realismo. E nossa intenção é justamente essa, chamar a atenção para a gravidade de um acidente, realidade que muitas vezes parece ser distante das pessoas, mas que qualquer pessoa está sujeita a ser vítima. A cena foi pensada para chocar como a que ocorreu no ano passado na Praça da Liberdade, mas, mais do que isso, para fazer com que as pessoas reflitam para a realidade dos acidentes de trânsito na cidade”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Ao longo de Maio, a CPTrans planeja uma série de ações no mês de conscientização sobre acidentes de trânsito. Caminhada, exposição de veículos acidentados, palestras educativas, entre outras ações são algumas das atividades já programadas para campanha de 2018 em Petrópolis. Com o tema “Nós Somos o Trânsito”, a CPTrans já está organizando a edição deste ano com o intuito de conscientizar a população sobre a importância da prevenção para a vida. Dados do Detran dão conta que o município conta com 167 mil veículos, ou seja, 1,8 automóveis por habitantes e à medida que cresce o número de carros nas ruas também sobe o percentual de acidentes.

No ano passado, já com a CPTrans à frente das ações do Maio Amarelo, foram feitas 24 palestras de prevenção em escolas e quatro em empresas – direcionada ao público adulto, proferidas pelas equipes de educação da CPTrans e da Guarda Civil Municipal. Essas ações atingiram a 1.622 pessoas em diferentes pontos do município. As palestras levaram números, imagens e vídeos sobre os altos índices de acidentes de trânsito. Houve ainda, abertura solene no Theatro D. Pedro, com o depoimento de vítimas de acidentes de trânsito, exposição de carros acidentados, inspeção veicular, palestra sobre mecânicas para mulheres, encontro de ciclistas, motociata, palestra sobre pilotagem segura para motociclistas, além uma simulação de socorro e a Caminhada Pela Vida, que reuniu mais de 400 pessoas nas ruas do Centro.