Créditos: REUTERS/Mike Blake

Simone Biles, ginasta que desistiu de várias competições nas Olimpíadas, diz que não se arrepende da decisão

A atleta alegou que enfrentava um problema mental no qual ela perdeu a noção de espaço.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Simone Biles não planejava que sua segunda vez nas Olimpíadas se tornaria um destaque por conversas em torno de saúde mental entre atletas de todos os níveis do esporte. Mas ela não reclamou disso, muito pelo contrário, se mostrou mais do que disposta em ajudar.

A estrela da ginástica não se arrepende de ter desistido de participar de cinco das seis finais que iria disputar em Tóquio por causa de um bloqueio mental. Para ela, independente do brilho da conquista, esse foi um preço pequeno à se pagar, para que outras pessoas pudessem perceber que “está tudo bem, não estar bem”

“Eu não mudaria nada pelo mundo”, disse ela, que deixou o Japão com uma medalha de prata pela competição em equipes e uma de bronze na individual. “Eu dei uma saída para atletas poderem falar sobre sua saúde mental e seu bem-estar, e aprendi que você pode se colocar [como pessoa] primeiro, do que como atleta.”

Essa é uma mensagem que fará parte da tour pós-Olimpíadas, que acontecerá em 35 cidades dos Estados Unidos, em que Biles fará parte.

“Nós queríamos fazer o mais relacionável possível e deixar essas crianças saberem as coisas que nós estamos passando,” acrescentou.

Com as medalhas conquistadas em Tóquio, a ginasta chegou ao total de sete medalhas olímpicas na carreira, empatando com Shannon Miller como a estadunidense com mais pódios na modalidade. Quando perguntada sobre o que poderia ter causado os “twisties” – problema de saúde mental que causa a perda de noção de espaço, – a medalhista disse que pode ter sido a culminação de diversos problemas que ela enfrentou por vários anos.

“Quero dizer, eu estou na terapia. Eu vou a terapia bem religiosamente,” disse ela. “E isso simplesmente foi algo que pegou em mim (onde) seu corpo e sua mente te dizem que já é o suficiente.”

Enquanto a decisão de Biles foi recebida com muitas críticas nas redes sociais, ela disse que o suporte que recebeu desde que voltou do Japão, duas semanas atrás, tem sido esmagador.

“Tem sido tão solidário, tão amável, algo que eu realmente não estava esperando,” acrescentou a atleta, dizendo que a resposta foi em par com a que ela recebeu quando ganhou quatro medalhas de ouro na Rio-2016.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.