Foto: Divulgação

Siderúrgica vai investir R$ 19 milhões em Barra Mansa, no Sul Fluminense

Com a reativação da área, a estimativa é que sejam gerados 100 novos empregos diretos e 50 indiretos.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A ArcelorMittal retomará as operações da aciaria na unidade de Barra Mansa, no Sul Fluminense, no segundo semestre de 2021, o que demandará investimentos da ordem de R$ 19 milhões para a manutenção e reforma de equipamentos necessários para o início da produção. O retorno das atividades – paralisadas desde 2019 – é motivado pelo aumento da demanda do mercado por aço e pelas perspectivas de crescimento econômico do país. Com a reativação da área, a estimativa é que sejam gerados 100 novos empregos diretos e 50 indiretos. 

O investimento foi informado pela ArcelorMittal em reunião com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais. O vice-presidente Corporativo, de Finanças e TI da ArcelorMittal Brasil, Alexandre Barcelos, afirmou que a empresa está operando em plena capacidade no Rio de Janeiro, com uma demanda puxada pela construção civil e pela indústria em geral.

Para o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Soares, a retomada irá gerar empregos fundamentais para a economia da região.

– Isso demonstra a confiança no mercado fluminense, sua cadeia produtiva e na administração local – destaca.

O foco dos investimentos em Barra Mansa é atender, principalmente, à crescente demanda do mercado interno. Os aportes serão destinados a projetos de segurança operacional e tecnológica dos equipamentos. Também vão ser alocados recursos para restabelecer todo o sistema de captação e filtragem da aciaria e garantir melhor adequação ambiental. 

De acordo com o CEO da ArcelorMittal Aços Longos LATAM e Mineração Brasil, Jefferson De Paula, esse é mais um passo que fortalece as operações da produtora de aço no Brasil e demonstra a confiança da empresa na retomada da economia. 

– Queremos contribuir com o fortalecimento da nossa economia, oferecendo aos nossos clientes soluções em aço de alto valor agregado e colaborando com as regiões onde atuamos a partir da geração de emprego, renda e desenvolvimento socioeconômico – afirma De Paula. 

Retomada 

O processo de retomada da produção acontecerá de forma gradual. Inicialmente, um dos dois fornos que compõem a aciaria vai ser religado. Os equipamentos vão passar por manutenção e reforma antes do início das operações. 

Segundo a diretora de Negócios Industriais da ArcelorMittal Sul Fluminense, Tatiana Nolasco, a empresa está sempre atenta às dinâmicas de mercado e às possibilidades de novos projetos e investimentos na região. A executiva responde pelas unidades de Barra Mansa e Resende.

– Apostamos no incremento da demanda e, também, na geração de novas oportunidades profissionais no local – destaca.

Fonte: Governo do Estado

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.