Os contínuos lançamentos de procedimentos estéticos geram diversas dúvidas entre os consumidores. Um dos tratamentos mais recentes das clínicas é a Criofrequência, técnica que promove a diminuição da gordura localizada, além de contribuir com a firmeza da pele e amenizar a celulite. “A técnica utiliza a criolipólise parar resfriar a parte externa da pele em até -10°C enquanto, simultaneamente, a radiofrequência esquenta os tecidos internos em aproximadamente 60°C. Essa combinação provoca uma série de micro choques térmicos que leva a uma tensão imediata na pele, resultando na desintoxicação e oxigenação da área tratada, além da dilatação dos vasos sanguíneos e a destruição da gordura”, explica Ingrid Peres, gerente científica e fisioterapeuta dermato-funcional da ONODERA Estética.

Por se tratar de uma tecnologia inovadora e recente no Brasil, muitas dúvidas podem surgir sobre a aplicação e sobre o seu uso. Abaixo, Ingrid soluciona alguns desses questionamentos:

A Criofrequência trata quais incômodos estéticos?
Apesar de ser indicado para tratar a gordura localizada, o tratamento também contribui para a diminuição da flacidez e melhora do aspecto da celulite.

Existe diferença entre Criofrequência e Criolipólise?
Sim, existe. A Criofrequência utiliza o choque térmico, enquanto a Criolipólise aplica o congelamento como mecanismo de ação. Uma das características que diferem os dois tratamentos é a funcionalidade, pois além de amenizar a gordura localizada, a Criofrequência também trata a flacidez e celulite.

O procedimento ajuda a modelar o corpo?
Sim, ajuda. Como a Criofrequência pode ser aplicada em todo o corpo, como barriga, flancos, glúteo, panturrilha, culote, costas, braços e coxas, o tratamento é capaz de contribuir para a modelagem da silhueta.

Qual a sensação durante a aplicação?
A sensação varia de acordo com cada pessoa. Algumas sentem o gelado na superfície e quente mais profundo, outras somente o gelado, e outras apenas o calor.

Quantas sessões são necessárias?
O número de sessões depende da avaliação de cada paciente pelo profissional responsável, mas geralmente a recomendação é de 8 a 10 sessões.

Qual a duração e periodicidade?
Em média, no corpo, o procedimento dura de 20 a 60 minutos, dependendo da região aplicada. Pode ser realizado semanalmente para gordura e celulite e quinzenalmente para flacidez de pele.

Há alguma contraindicação?
Sim! O procedimento não é indicado para gestantes e pessoas com marca-passo e câncer, além de alteração de sensibilidade na região tratada e patologias descompensadas.

Sobre a ONODERA
Com mais de 35 anos de tradição no mercado de beleza e uma completa equipe multidisciplinar, a ONODERA Estética oferece serviços de tratamento corporal, facial e medicina estética. Atualmente, são mais de 1200 colaboradores dedicados ao bom atendimento de seus clientes, além das cerca de 50 unidades localizadas em todas as regiões do país. http://www.onodera.com.br/